/* Altera a margem superior apenas nessa página */

NOTÍCIA

Edição 294

Compromisso social como base para a formação

Colégio se compromete com o trabalho social para despertar nos alunos consciência em relação aos problemas existentes na sociedade

Série apoiada pela FTD Educação | É na primeira fase da infância que as crianças começam a compreender e desbravar o mundo. O Colégio Maria Imaculada de Brasília respeita esse momento, tanto que nessa fase seus alunos aprendem desde cedo a trabalhar com experiências sociais que visam o desenvolvimento de pessoas capazes de entender e respeitar as diferentes realidades.


Leia também

Emoções e autoconhecimento dentro do currículo

“O centro não é o aluno e nem o professor”, diz José Pacheco


Por meio do material didático Toni Itinerários — coletânea direcionada à educação infantil e alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) —, os professores desenvolvem projetos que procuram incentivar a pesquisa e o trabalho em equipe, e iniciativas sociais.

“Neste primeiro semestre letivo, o Toni Itinerários tem como tema o sistema solar. Para além dele, a professora produziu um projeto que incentiva as crianças a observar o céu em família à noite e descobrir em que fase que a lua estará naquele momento. São atividades que envolvem os familiares e que trabalham com as vivências cotidianas. Geralmente, as crianças fotografam e registram os momentos, trazem para o colégio o material solicitado, e em seguida, em rodas de conversa, elas debatem sobre o assunto com a turma”, conta Gláucia Pereira de Souza, coordenadora de educação infantil. 

compromisso social

Compromisso social | Principalmente na educação infantil, as atividades escolares costumam envolver as famílias, reforça a coordenadora de educação infantil, Gláucia Pereira de Souza
Foto: arquivo pessoal

Gláucia afirma que o material didático na educação infantil deste ano também aborda a valorização da cultura indígena, que seguindo o perfil do colégio de preocupação com o social, será trabalhado de forma interdisciplinar. “Não vamos celebrar o Dia do Índio, faremos diversas atividades de valorização da cultura indígena. Por exemplo, o professor de música vai confeccionar com as crianças instrumentos indígenas. Já a professora de artes trará uma artista indígena. Estamos muito voltados para essa questão do compromisso de valorizar e respeitar as diferenças.”

Para orientar

Outra prática, mas dessa vez desenvolvida pelo próprio colégio, é o projeto Agenda, que procura trabalhar, com base em um tema específico, atividades que ressaltem a importância do compromisso social ao longo dos meses. Em 2023, o tema central para todos os segmentos escolares é a fome, intitulado Pão em todas as mesas. “Em março o assunto foi A fome tem lugar. Por isso, a professora de geografia trouxe um panorama de como está a realidade no mundo, no Brasil e no Distrito Federal, pois aqui em nossa região também temos lugares em que a fome é um problema”, destaca a Ir. Sarah Reis, coordenadora do fundamental 1. 

Em abril, mês da Páscoa, por meio de uma campanha foram arrecadados chocolates para crianças e famílias carentes do Distrito Federal. O tema da Agenda também é trabalhado em todos os componentes curriculares que, por meio de pesquisas e aulas interativas, ensinam aos alunos a importância do dever social de cada indivíduo à luz do evangelho, já que o Colégio faz parte de uma Rede Católica de Ensino.

“Nossa Agenda é inspirada diretamente no tema da Campanha da Fraternidade. Ano passado, como o tema da campanha foi Fraternidade e Educação, nossa Agenda seguiu o tema Semeia. Por exemplo, em um mês semeamos a humildade, trabalhamos a importância da solidariedade e dos valores cristãos. Em 2020, ano da pandemia, nosso tema foi Olhar para ver, e fizemos atividades que envolviam ouvir histórias de pessoas fora e dentro da escola, cuidando do indivíduo, e também as famílias”, explica a Ir. Sarah.  


Leia também

Capacitar os jovens para reconhecerem suas emoções


Trabalho em rede

O Colégio Maria Imaculada faz parte da Rede Concepcionista de Ensino, fundada por Santa Carmen Sallés em 1892, na Espanha. Atualmente a Congregação das Irmãs Concepcionistas Missionárias do Ensino está presente em 16 países, quatro continentes, tendo 10 unidades no Brasil: quatro no estado de São Paulo, uma no Rio de Janeiro, três no Distrito Federal e duas em Minas Gerais, onde foi fundada a primeira unidade no Brasil, em Machado, que completará 111 anos.

São cerca de 25 mil alunos no mundo e 3.800 alunos no Brasil. São ofertados cursos do infantil até o ensino médio. A mensalidade varia para cada unidade, assim como cada uma desenvolve atividades, campanhas solidárias e realiza doações para instituições conforme sua realidade.

Compromisso social | Ir. Sarah é coordenadora do fundamental 1 na unidade de Brasília e também coordenadora provincial de educação da Rede Concepcionista de Ensino

Além disso, dentre as 10 unidades no Brasil, três são obras sociais, ou seja, oferecem de forma gratuita alguns níveis escolares. Segundo a Ir. Sarah, todos os alunos possuem os mesmos acessos, os educadores e coordenadores trabalham em rede nas formações, e as decisões são feitas em equipe, para que todos tenham direitos iguais de aprendizagem. “Não somos apenas conteudistas. Tem uma frase da Santa Carmen Sallés que eu gosto muito: ‘A instrução só não basta, é preciso chegar ao coração’. Então trabalhamos juntos e nos esforçamos para formar essa pessoa que é mente, mas que também é coração.”

“Hoje temos crianças que estão preocupadas com o meio ambiente, com a fome, com o que vai acontecer no futuro. Porém, ainda existe um desafio, precisamos conduzi-las. O antigo nunca vai ser antigo. Os valores não podem ser ‘esfriados’. Temos que nos manter firmes. E eu vejo esperança [na educação]”, conclui a Ir. Sarah.

Escute nosso episódio de podcast:

Autor

Série Futuro da escola | Apresentado por FTD Educação


Leia Edição 294

Literatura Negra

O valor da literatura negra na educação antirracista

+ Mais Informações
Distopia escolar

Presságios de uma distopia escolar

+ Mais Informações
Compromisso social_1

Compromisso social como base para a formação

+ Mais Informações
anos-finais-ideb-maceio

Anos finais do fundamental precisam de resgate

+ Mais Informações

Mapa do Site