Conversar cara a cara não é mais prioridade entre jovens

jovens no celular

Pesquisa foi realizado nos EUA com jovens de 13 a 17 anos (foto: Shutterstok)


Jovens estão cada vez mais conectados com as redes sociais – que não é nenhuma novidade. Porém, a maneira de comunicação entre eles está se transformando.
Pesquisa da ONG Common Sense Media, divulgada recentemente, aponta que norte-americanos de 13 a 17 anos passam cada vez mais tempo na internet.
Em 2012, época do primeiro estudo, um terço dos adolescentes afirmaram acessar as redes sociais todos os dias. A prática saltou, em 2018, para 70%.
Com essa mudança, a relação entre os amigos também alterou. No primeiro estudo, conversar presencialmente com o colega era a prioridade de mais da metade dos entrevistados.

Mudanças

Hoje 32% têm preferência pelo cara a cara. A comunicação favorita é a mensagem de texto, 35%.
Seguida pelas redes sociais, 16%, e chat ou vídeo com 2%. Telefonema é favorito na comunicação com os amigos para apenas 5%.
Pesquisa aponta também que os adolescentes estão deixando de usar o Facebook. Há seis anos, 68% afirmaram que o Facebook era sua principal rede social.
Hoje, esse percentual caiu para 15%. Snapchat, com 41% e Instagram com 22% são as redes sócias favoritas.
Leia também:

Mais da metade das crianças e adolescentes brasileiras vivem na pobreza

2 Comments

Envie um comentário

Your email address will not be published.