/* Altera a margem superior apenas nessa página */

Notícias

Enem não mudará até 2024, garante ministro da Educação

Ministro da Educação também revelou que o MEC vai propor bolsa financeira para estudantes do ensino médio e pretende priorizar ensino técnico

Publicado em 19/09/2023

por Laura Rachid

O modelo do Enem não sofrerá alterações pelo menos até o final do ano que vem. “Não vamos mudar o Enem nem esse ano e nem em 2024. Vamos deixar essa discussão para o PNE [Plano Nacional de Educação], que será feito ano que vem”, afirmou o ministro da Educação Camilo Santana, na manhã desta terça, 19, em SP, durante um evento voltado a jornalistas e organizado pela Jeduca.


Leia também

Avança incentivo financeiro para estudantes do ensino médio

Educação profissional: a sina do patinho feio


O questionamento ocorre por conta do novo ensino médio, que já começou a ser implantado nas escolas brasileiras, mas com o governo Lula está parado por discordância entre diferentes setores.Houve consulta pública para ouvir estudantes, professores, entidades do setor de educação e especialistas. Segundo Camilo, essa consulta pública foi orientação do presidente Lula.

 

“A ideia era reunir questionamentos e melhorias para o ensino médio. Até porque há alguma coisa errada no ensino médio, período de maior evasão escolar, muitas vezes pela necessidade de o jovem ter que trabalhar; o desejo do presidente é garantir a permanência”, completou o ministro da Educação.

Já o Plano Nacional de Educação, mencionado por Camilo, aponta metas e estratégias para a política educacional no período de 2014 a 2024, servindo como um documento orientador. Ano que vem, um novo PNE necessitará de novas metas.

Para manter os jovens, apoio financeiro

O documento com os resultados da consulta pública do novo ensino médio já está fechado, contudo falta o Congresso Nacional aprovar, uma vez que o Ministério da Educação (MEC) não executa políticas.

Camilo também anunciou que o MEC enviará um projeto de lei para garantir bolsa poupança para o jovem do ensino médio se manter na educação básica e concluí-la. Valores ainda serão definidos.

 

“Queremos escola mais atrativa, acolhedora para não perder nenhum aluno. Bolsa poupança será esse estímulo para a permanência de jovens”, disse o ministro.
ministro da Educação
Ministro da Educação, Camilo Santana, revelou que o MEC vai propor bolsa financeira para estudantes do ensino médio
Foto: Laura Rachid

Ensino técnico

Outro ponto ressaltado é que “80% dos jovens que participaram da consulta pública querem ensino profissionalizante”, revelou. “Queremos estimular o ensino médio integral e profissionalizante.”

Sobre ensino técnico, entre os dados que chocam e revelados pela OCDE em setembro deste ano (estudos anteriores já constatavam esse cenário), é que o Brasil possui apenas 11% de seus estudantes cursando ensino técnico, bem abaixo da média dos 44% dos países do grupo.

Leia também:

Novo ensino médio: MEC não revoga e propõe aumento de carga horária geral

Autor

Laura Rachid


Leia Notícias

PNLD-Educacao-Infantil (1)

Reunião técnica sobre o PNLD Educação Infantil será transmitida ao...

+ Mais Informações
Grupo-Vitamina_Eugenio

Grupo Vitamina: como prevenir golpes em escolas

+ Mais Informações
Assessoria Pedagógica Remota_Editora do Brasil_2

Revolucionando a educação: descubra a Assessoria Pedagógica Remota da...

+ Mais Informações
Prêmio Educador Transformador

Premiação reconhece projetos que visam educação transformadora

+ Mais Informações

Mapa do Site