NOTÍCIA

Conhecimento

Fórum internacional discute diferentes linguagens na educação integral

A contribuição das diferentes linguagens para a educação integral é o tema central do 4º Fórum Internacional de Educação dos Municípios do Alto Tietê, que ocorre entre 5 de setembro e 3 de outubro, em São Paulo. Pelo menos cinco mil educadores da educação infantil […]

Publicado em 05/09/2023

por Redação revista Educação

A contribuição das diferentes linguagens para a educação integral é o tema central do 4º Fórum Internacional de Educação dos Municípios do Alto Tietê, que ocorre entre 5 de setembro e 3 de outubro, em São Paulo. Pelo menos cinco mil educadores da educação infantil e ensino fundamental de 13 municípios do Alto Tietê se inscreveram no evento que é uma iniciativa das secretarias municipais de Educação. Qualquer pessoa pode assistir as sessões gratuitamente pelo YouTube.


Leia também

Nilma Lino Gomes: descolonizar o conhecimento para incluir saberes indígenas e negros

Aliança entre escola e território permite, de fato, uma educação integral


O objetivo é discutir a importância das múltiplas expressões da arte e da cultura para a formação das crianças e jovens no ambiente escolar, sua relevância no centro dos currículos e como os profissionais da educação podem se valer desses recursos para assegurar os direitos de aprendizagem e desenvolvimento de seus alunos. O evento conta com a promoção do consórcio intermunicipal Condemat e o apoio institucional da Unesco, Itaú Social e Fundação Santillana.

Olhares diversos

A palestra de abertura será com Alejandra Dubovik, uma das mais respeitadas especialistas argentinas e que conhece a realidade brasileira, tendo colaborado com autoridades educacionais, escolas e redes de ensino no Brasil e no exterior. Haverá tradução simultânea do espanhol para o português, além de todos os recursos de acessibilidade. Já em 26 de setembro, por exemplo, a conversa será com as brasileiras Nilma Lino Gomes, referência em educação e relações étnico-raciais, e com a professora Cristine Takuá, do povo Maxakali.

As sessões acontecerão todas as terças-feiras de setembro e primeira terça-feira de outubro, das 19h às 21h, e poderão ser acompanhadas gratuitamente no canal do YouTube Fórum Educação Alto Tietê.

Trabalho cuidadoso

A coordenação das sessões do evento é de Cesar Callegari, presidente do Instituto Brasileiro de Sociologia Aplicada. Callegari foi secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), secretário de Educação do município de São Paulo e presidiu a elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino fundamental e da educação infantil. 

O encontro online pretende criar um espaço de formação, reflexão, colaboração e troca de experiências e abordará os seguintes temas: Diferentes linguagens: os múltiplos modos de habitar, ler e pronunciar o mundo; Imaginação, sensibilidade e representação: contribuições das artes para uma educação integral; Brincar é uma importante forma de aprender: ludicidade, interação e experiência; Histórias e culturas indígenas e afro-brasileiras na escola: políticas afirmativas em ação; e Memórias, paisagens, comunidades e patrimônios: a construção de currículos e projetos pedagógicos multiculturais. 

educação integral
Foto: reprodução

Para saber mais sobre o 4º Fórum internacional de educação dos municípios do Alto Tietê acesse: https://forumeducacaoaltotiete.com.br/ 

Fórum educação integral: programação

5 de setembro

Tema — Diferentes linguagens: os múltiplos modos de habitar, ler e pronunciar o mundo

Palestrante: Alejandra Dubovik, professora de educação infantil especialista em trabalho com crianças até três anos de idade. Fundadora (1998) e diretora institucional do Jardim de Infância Fabulinus e da Escola Primária e Secundária Antonio Berni, em General Pacheco, na Argentina. Participante e ministrante de seminários de formação e capacitação de professores para educação infantil, creches, maternais e jardins de infância de gestão pública e privada no âmbito do Ministério da Cultura e da Educação nas seguintes localidades: Buenos Aires e Santa Fé (Argentina), Montevidéu (Uruguai), São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Curitiba, Águas de Lindóia, Vitória, e outras cidades do Brasil.

12 de setembro

Tema — Imaginação, sensibilidade e representação: contribuições das artes para uma educação integral

Palestrante: Ana Mae Tavares Bastos Barbosa, professora emérita da Universidade de São Paulo e professora da Universidade Anhembi Morumbi. Tem experiência na área de artes, com ênfase em arte/educação, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino da arte e contextos metodológicos, história do ensino da arte e do desenho, ensino do design, administração de arte, interculturalidade, pedagogia visual, estudos de museus de arte, mediação cultural e estudos visuais. 

19 de setembro

Tema — Brincar é uma importante forma de aprender: ludicidade, interação e experiência

Palestrante: Adriana Friedmann, criadora e coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Simbolismo, Infância e Desenvolvimento (NEPSID). Criadora, coordenadora e docente do curso de pós-graduação Lato Sensu A vez e a voz das crianças: escutas poéticas e antropológicas das infâncias na FACON (Faculdade de Conchas). Criadora e docente do curso de pós-graduação Crianças de zero a três anos: formação de profissionais para as Infâncias no Brasil no Instituto Singularidades. Criadora do curso de pós-graduação em educação lúdica no Instituto Superior de Educação Vera Cruz. Palestrante e consultora em inúmeras instituições nas áreas de: infância, brincar, educação infantil, linguagens simbólicas, expressão e autodesenvolvimento de educadores, cultura de paz. 

26 de setembro

Tema — Histórias e culturas indígenas e afro-brasileiras na escola: políticas afirmativas em ação

Palestrantes:

Nilma Lino Gomes, professora titular emérita da Faculdade de Educação da UFMG onde integra o corpo docente permanente da pós-graduação em educação, conhecimento e inclusão social. É membro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPED), Associação Brasileira de Antropologia (ABA), Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN). Tem interesse nas seguintes áreas de investigação: diversidade, cultura e educação, relações étnico-raciais e educação, formação de professores e diversidade étnico-racial, políticas educacionais, desigualdades sociais e raciais, movimentos sociais e educação, com ênfase especial na atuação do movimento negro brasileiro.

educação integral
Foto: Rafa B

Cristine Takua, do povo Maxakali, professora e artesã, formada em filosofia pela UNESP. Ministra aulas de filosofia, sociologia, história e geografia na EE Indígena Txeru Ba’e Kua-I. É membro fundadora do Fórum de Articulação dos Professores Indígenas do Estado de São Paulo (Fapisp), representante no Núcleo de Educação Indígena da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, fundadora e conselheira do Instituto Maracá. Cristine é proveniente da terra indígena Rio Silveira, localizada na divisa dos municípios de Bertioga e São Sebastião.

03 de outubro

Tema — Memórias, paisagens, comunidades e patrimônios: a construção de currículos e projetos pedagógicos multiculturais

Palestrante: Marcos Garcia Neira, professor titular da Universidade de São Paulo, instituição em que exerce a função de pró-reitor adjunto de graduação (2022-2024). Foi diretor da Faculdade de Educação (2018-2022), onde leciona nos

cursos de graduação e pós-graduação. No âmbito do grupo de pesquisas em educação física escolar, investiga questões curriculares com apoio da FAPESP e do CNPq, do qual é bolsista de produtividade em pesquisa.

Leia também:

A cidade como território educativo

Autor

Redação revista Educação


Leia Conhecimento

Samsung Innovation Campus

Samsung Innovation Campus prepara estudantes para o mercado de trabalho

+ Mais Informações
Rio Grande do Sul como doar

SOS Rio Grande do Sul: como doar para instituições educacionais

+ Mais Informações
memória coletiva

A importância da memória coletiva

+ Mais Informações
Prêmio Escolas Sustentáveis

Inscrições para Prêmio Escolas Sustentáveis são prorrogadas

+ Mais Informações

Mapa do Site