Dicas para criar um currículo docente de qualidade

Por Daniel Correia: Se você já foi professor e deseja voltar a sê-lo ou pretende começar uma carreira na área da educação, deverá ter um currículo docente de qualidade que demonstre sua experiência, conhecimentos e habilidades. Em seguida, apresentamos cinco dicas que poderão melhorar seu currículo e dar-lhe mais chances de conseguir um emprego como professor.

Use um formato apropriado

Um bom ponto de partida para começar a criar um currículo para professor é procurar por exemplos na internet onde possa ir buscar inspiração. Geralmente, um currículo para a área da educação deve ser um documento sóbrio, que não utilize demasiadas cores nem seja muito pomposo. Lembre-se que seu documento deverá parecer o mais profissional possível e não caia na tentação de ultrapassar as duas páginas, caso contrário correrá o risco de seu currículo não ser lido na totalidade.

Foto: Envato Elements

Destaque o que é mais importante

Um currículo para um cargo de professor deve incluir os mesmos elementos que qualquer outro currículo, como: informações de contato, objetivo, experiência laboral, educação, habilidades, idiomas, etc.

Porém, a maneira como apresenta suas informações pode mudar um pouco face a um currículo convencional. Se você tiver experiência como professor, deverá colocar a seção da experiência laboral antes da de educação para destacar esse aspecto. Se não tiver experiência, mas tiver um curso universitário na área a que está se candidatando como professor, então será uma boa ideia colocar a seção de educação em primeiro lugar. Os candidatos sem experiência laboral que tenham feito um estágio como professor devem mencionar isso, bem como quaisquer realizações, prêmios ou certificações que possam enriquecer o currículo.

Escreva um objetivo apelativo

Apesar de ser uma seção frequentemente negligenciada, você pode usar o objetivo para chamar a atenção do recrutador e demonstrar sua paixão e vontade de ensinar. O objetivo deve estar no topo do seu documento e ser curto, não devendo ter mais do que duas ou três linhas de texto. Escrever mais do que isso passará a imagem de que você não sabe se focar no essencial.

Liste suas habilidades

Existem algumas habilidades essenciais para se ser um bom professor. Uma delas é a capacidade de comunicação. De que adianta ter conhecimentos fantásticos sobre história ou matemática se depois você não os consegue transmitir aos alunos? A capacidade de liderança também é fundamental para que os alunos respeitem e admirem você, tornando-os mais abertos para aprender.

Fazer uma lista de habilidades é bem simples: só precisa pensar em quais são as habilidades mais relevantes para um professor e depois inserir em seu currículo aquelas que você possui. Seja conciso e escreva no máximo 10 habilidades, justificando de uma maneira breve onde as desenvolveu e, se possível, dando alguns exemplos de onde as aplicou.  

Revise seu documento

Antes de terminar seu documento, não se esqueça de lê-lo novamente e de o revisar com o auxílio de ferramentas informáticas como a verificação de ortografia e gramática do MS Word. Enquanto candidato a uma vaga de professor, a última coisa que você vai querer é ter erros ortográficos em seu documento. Qualquer erro poderá ser fatal para sua candidatura.

Leia também:

Educando para os valores: BNCC e o novo ensino médio

Envie um comentário

Your email address will not be published.