Covid-19: para as secretarias de Educação, desafios imensos

Pesquisa do CIEB traça as dificuldades que o setor público educacional vem sofrendo diante do fechamento das escolas por conta da pandemia

Liderado pelo Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB), a pesquisa Planejamento das Secretarias de Educação do Brasil para Ensino Remoto apresenta os caminhos das secretarias municipais e estaduais em relação às ofertas do ensino a distância durante o isolamento social em decorrência da covid-19.

Leia: Coronavírus: como estão nossos professores

Segundo o CIEB, embora 2.520 secretarias municipais (84% dos respondentes) já tenham emitido normativas específicas – a maior parte delas determinando a suspensão das aulas presenciais ou o adiantamento de férias ou recesso escolar –, 63% ainda não orientam sobre qual estratégia de ensino remoto deve ser adotada neste período.

Além disso, mais de 85% das secretarias entrevistadas, tanto estaduais quanto municipais, não sabem ainda como farão o registro de presença nem a avaliação de aprendizagem dos estudantes sobre este período. A saber, outro ponto que alerta para o quão desafiador é o momento é que apenas 7,7% das secretarias municipais e 20% das estaduais preveem o cumprimento de carga horária letiva durante o período de suspensão das aulas.

covid secretarias de Educação

Foto: Shutterstock

A pesquisa

Chama atenção a colaboração entre secretarias estaduais e municipais de Educação, uma vez que mais de 80% dos municípios respondentes possuem regime de colaboração com o respectivo estado – e 71,4% dos estados respondentes firmaram regime de colaboração com, ao menos, um município.

Leia: Alinhado à BNCC, jogo estimula jovens a combater a covid-19

A pesquisa contou com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), a União Nacional dos Dirigentes de Educação (Undime) e a Fundação Lemann e as informações coletadas servirão de base para a elaboração de um material a ser entregue às secretarias a fim de apoiá-las.

Divulgado no início de abril, o estudo ouviu 3.032 secretarias municipais de todos os estados do país.

Leia também:

Sabotagem, bullying e indisciplina também aparecem em aulas online

Conheça ferramentas online que ajudam na dinâmica escolar

Envie um comentário

Your email address will not be published.