Alunos criam confete de folha seca e glitter biodegradáveis para o Carnaval

A importância da preservação do meio ambiente junto à busca por alternativas sustentáveis foi destaque na produção de materiais para colorir o carnaval dos alunos do Colégio Marista de Natal e do Colégio Marista São José Barra.
No primeiro, um projeto de iniciação científica levou alunos a recolherem folhas secas e com a ajuda de um perfurador de papel as transformaram em formas redondas de confetes.
A iniciativa aconteceu com os alunos do 6º ano do ensino fundamental com a orientação das professoras Pulcléria Medeiros e Juliana Scheneider. Além do confete, a turma vai produzir puffs com garrafas pets.

carnaval sustentável na escola

Confetes de folhas secas produzidos pelos alunos do Marista de Natal (foto: divulgação)


Bioglitter une diferentes áreas pedagógicas
Já na unidade São José Barra, os estudantes do 9º ao 3º ano do ensino médio produziram bioglitter para curtirem a festa. Entre os pontos negativos do glitter tradicional está o de ser prejudicial à vida marinha e o criado pelos alunos, pela mistura sustentável, como cenoura, repolho roxo e ágar-ágar (gelatina vegetal) é biodegradável e com isso não agride a natureza.
A atividade une diferentes áreas como linguagens, humanas, natureza e matemática, uma vez que se criou tutoriais sobre o produto, website, trabalho científico e outras ações.
O bloco de Carnaval das duas unidades aconteceu nesta sexta,1, e os materiais biodegradáveis produzidos pelos alunos fizeram parte da festa.
carnaval sustentável bioglitter

Alunas da unidade São José Barra fazendo bioglitter (foto: divulgação)


Leia também:

Entenda o que é o Movimento Maker e como ele chegou à educação

Educação infantil: o teste do marshmallow revisitado

 

Envie um comentário

Your email address will not be published.