Projeto de lei quer empreendedorismo no currículo do ensino básico

A escola nos moldes atuais estimula a reflexão, não o novo. É o que acredita o senador José Agripino (DEM-RN), que criou o PLS 772/2015. O projeto de lei quer alterar a lei de diretrizes e bases da educação nacional para incluir empreendedorismo como diretriz dos conteúdos curriculares da educação básica.

A ideia é que o tema seja transversal, como já é o caso dos direitos humanos. O intuito é que ele seja tratado nos estudos da segunda etapa do ensino fundamental e no ensino médio. O projeto de lei também estabelece como finalidade da educação superior o estímulo ao empreendedorismo e a inovação.

O texto está na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). A decisão da comissão é terminativa, ou seja, o texto não precisará ser votado pelo Plenário se não houver recurso com esse fim. Logo depois, seguirá direto para a Câmara dos Deputados.