Exposição resgata história do Colégio Caetano de Campos

Fotos: Divulgação

Uma exposição recriou o ambiente, a mobília e os uniformes do tradicional Colégio Caetano de Campos, em SP. Ela está aberta até 29 de novembro no Arquivo Histórico Municipal, no Centro de São Paulo. A escola, inaugurada em 1846, teve alunos ilustres como Dorina Nowill, Sergio Buarque de Hollanda e Francisco Matarazzo. Ela foi a primeira a matricular deficientes visuais em turmas de não-cegos.

A mostra traz peças originais da mobília, reconstrói uma sala de aula original com 20 carteiras e recria os uniformes que marcaram a história do colégio. Além disso, alunos do Senac produziram uma maquete física de todo o complexo escolar. O prédio em que a original “Escola Normal” se alocou em 1894 foi projetado por Francisco de Paula Ramos de Azevedo e construído na Praça da República. Atualmente, a Escola Estadual Caetano de Campos funciona em duas unidades: uma na Aclimação e outra na Praça Roosevelt e no prédio da República funciona a Secretaria de Estado da Cultura.

Sob curadoria da ex-aluna Patrícia Golombek, a mostra é resultado de 4 anos de pesquisa, cujos produtos também incluem um site e um livro que será lançado em breve pela Edusp (Editora da Universidade de São Paulo).

Exposição “Ramos de Azevedo e a Escola Caetano de Campos”
Até 29 de novembro
De segunda a sábado, das 9 às 17h
Arquivo Histórico de São Paulo
Praça Cel. Fernando Prestes, 152, Luz, São Paulo