NOTÍCIA

Conhecimento

Cultura brasileira é destaque em congresso de pedagogia Waldorf

Com o objetivo de ampliar as discussões sobre a diversidade da cultura brasileira e debater aspectos centrais da educação contemporânea e do desenvolvimento infantojuvenil, o VI Congresso Brasil de Pedagogia Waldorf tem como tema central O Eu como ser dialógico: manifestações na cultura brasileira, e […]

Publicado em 05/07/2023

por Redação revista Educação

congresso pedagogia waldorf

Com o objetivo de ampliar as discussões sobre a diversidade da cultura brasileira e debater aspectos centrais da educação contemporânea e do desenvolvimento infantojuvenil, o VI Congresso Brasil de Pedagogia Waldorf tem como tema central O Eu como ser dialógico: manifestações na cultura brasileira, e será realizado entre os dias 18 e 23, em Juiz de Fora, MG. 


Leia também

Conheça os princípios da pedagogia Waldorf na infância

A diversidade na escola como direito


A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) sediará o evento, pois nela funciona o grupo de extensão multidisciplinar Anthropos que definiu, por meio da aprovação do Edital de 2022 da Pró-reitoria de Extensão da UFJF, apoiar este evento que levará a pedagogia waldorf para a comunidade universitária e civil. 

Mais informações sobre o evento, como inscrição e programação: https://www.fewb.org.br/VI_congresso_brasil.html

De relatos pedagógicos a oficinas

O VI Congresso Brasil é aberto a interessados em participar de palestras, mesas-redondas, oficinas artísticas, temáticas e iniciativas livres de base antroposófica e em diálogo com a diversidade cultural brasileira. A expectativa é de que o evento receba cerca de 500 participantes.

As reflexões sobre a prática pedagógica nas escolas e o papel do educador permearão todo o evento por meio de pesquisas acadêmicas, relatos pedagógicos e estudos de aprofundamento de professores em suas diversas áreas de atuação nas escolas. As oficinas temáticas dialogam com aspectos do desenvolvimento humano no currículo Waldorf e sua interface com o território, bem como com a diversidade cultural e a antropologia da criança. 

As oficinas artísticas de aprofundamento na temática central do congresso contarão com danças brasileiras, escrita criativa e literatura indígena; contos, cantigas e brincadeiras brasileiras; currículo vivo, entre outras.

Rede pública ganha destaque

As quatro mesas-redondas abordarão temas como a transição da educação infantil para o ensino fundamental e os aspectos de desenvolvimento da criança hoje, a temática do preparo interior do(a) professor(a) para essa tarefa, e os desafios da pedagogia Waldorf na educação antirracista e na inclusão escolar no contexto das diversidades culturais e das infâncias. 

O destaque deste congresso será o papel social da pedagogia Waldorf junto à rede pública de ensino a partir das escolas comunitárias e associativas, impulsionadas pela sociedade civil organizada. Das 263 escolas Waldorf existentes no país, 35 delas são públicas, conveniadas com o poder público ou associativas que trabalham por meio de doações, todas dedicadas à diminuição das desigualdades socioeconômicas, raciais e ambientais brasileiras, buscando a universalização da educação. 

Haverá ainda 12 iniciativas antroposóficas livres como fóruns sobre inclusão escolar, o papel central das práticas pedagógicas voltadas à natureza para a pedagogia Waldorf, a saúde mental e sua interface com a educação, inovações na vida econômica com exemplos de economia fraterna, nutrição antroposófica, entre outras.


Leia também

Celebrar as diferenças entre as culturas é a chave para entender nossos alunos 


Aprendizagem constante

“A prática pedagógica Waldorf revisitada é um dos cernes deste congresso, estimulando professores-pesquisadores sobre a antropologia da criança e das infâncias, ampliando a prática pedagógica e suas interfaces com outras linhas. A programação possibilitará reflexões sobre regionalidades e riquezas da diversidade cultural, bem como a importância do lugar no currículo desta pedagogia, a valorização dos povos originários e tradicionais, e o papel da sustentabilidade ambiental como elementos pedagógicos”, comenta Cristina Velasquez, Articuladora Pedagógica da Federação de Escolas Waldorf no Brasil (FEWB), e uma das responsáveis pela organização do VI Congresso.

Melanie Guerra, diretora da Faculdade Rudolf Steiner e representante da Seção Pedagógica no Brasil acredita que: “O estímulo ao desenvolvimento de pesquisas entre os professores das escolas Waldorf brasileiras impulsionará a ampliação das práticas pedagógicas nos diferentes territórios do país”. 

Constanza Kaliks, uma das palestrantes principais do evento, é professora e dirigente da Seção Pedagógica no Goetheanum, localizado na Suíça e a sede do movimento antroposófico, que orienta os trabalhos das escolas Waldorf ao redor do mundo. 

Eixos da Seção Pedagógica:

  1. Formação de professores(as): voltada, sobretudo, a aspectos como a necessidade do contínuo diálogo com questões contemporâneas; o estímulo aos professores(as)-pesquisadores(as); a manutenção da criatividade e o impulso pedagógico vivos nos professores(as); a importância da autoeducação para o professor(a); entre outros;
  2. Natureza e tecnologia: como atuar em uma sociedade cada vez mais tecnológica, buscando atender as necessidades das crianças;
  3. Educação e Saúde: o papel do professor(a) na manutenção da saúde do grupo, e à questão sobre como fomentar a resiliência em nossos tempos.
  4. Antropologia antroposófica: frente de trabalho transversal às demais, pois compreende o estudo geral do ser humano;
  5. Interculturalidade e currículo: promove reflexões sobre temas atuais e suas implementações nos diferentes países, especialmente em relação à criança contemporânea e aos currículos dos cursos de Formação de Professores na Pedagogia Waldorf.
pedagogia Waldorf

Constanza participará do VI Congresso conduzindo seu tema central, O Eu como ser dialógico, por meio das palestras principais que ocorrerão nos dias 19, 20 e 21 de julho. No dia 22 de julho, as condutoras da palestra principal serão as professoras Paula Levy e Sandra Eckschimidt que trarão os temas gestos e narrativas do brincar” e os desafios da educação infantil. Na abertura haverá ainda a palestra cênico-literária do ator e intérprete Odilon Esteves.

Serviço

VI Congresso Brasil de Pedagogia Waldorf

Dias: 18 a 23 de julho de 2023

Hora: 8h às 22h

Local: Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais

https://www.fewb.org.br/congressobrasil/programa.pdf

Leia também:

Por uma educação humanizadora

Autor

Redação revista Educação


Leia Conhecimento

Movimento LED

Com Lázaro Ramos, programa apresentará projetos educacionais vencedores...

+ Mais Informações
inglês

Para 54% dos brasileiros, educação formal não gera proficiência em...

+ Mais Informações
mostra

Escola Lourenço Castanho inova e inaugura exposição itinerante

+ Mais Informações
Desafio LED

Estudantes podem ganhar 300 mil no Desafio LED 2024. Participe

+ Mais Informações

Mapa do Site