Cultura Inglesa aposta em nova plataforma para transformar escola convencional em bilíngue

Novidade reúne metodologia exclusiva da instituição com seu propósito de difundir o ensino de inglês como ferramenta de evolução profissional e pessoal

A Cultura Inglesa, por meio da sua área de Parcerias com Instituições de Ensino, desenvolveu uma plataforma para levar o ensino bilíngue para mais escolas em São Paulo, Santa Catarina e Bahia. A Plataforma de Ensino Bilíngue foi criada com foco no tripé gestor, alunos e família e tem como objetivo proporcionar uma integração por meio de profissionais qualificados de educação de língua inglesa e os recursos tecnológicos inovadores aplicados pela instituição, criando uma experiência consistente e transformadora.

Leia: Os benefícios da aprendizagem baseada em projetos

O programa é formado por uma carga horária modulável com possibilidade de adaptar e expandir o número de aulas presenciais em sala de aula de acordo com os objetivos estratégicos da escola para a formação bilíngue. Parte do mínimo de 3 horas semanais para todos os níveis até 7 horas semanais. Os professores que ministram as aulas são todos qualificados pela Faculdade Cultura Inglesa e passam por uma efetiva integração na escola que adotar a plataforma.

Metodologia

Além disso, há a tecnologia aliada ao aprendizado, com conteúdos digitais exclusivos da Cultura Inglesa, de fácil usabilidade e desenvolvidos efetivamente articulados com o curso, para o aluno aprender inglês, dentro e fora da sala de aula. Entre os diferenciais estão o acesso ao Google for Education, assim como diversas ações multiculturais por ano, como eventos, oficinas, aulas como teatro, coral, ciência e tecnologia, entre outros.

escola bilíngue Cultura Inglesa

“Cada escola é única e tem seu perfil cuidadosamente analisado pela equipe da Cultura Inglesa para que o processo de implantação respeite a metodologia já existente. Queremos levar essa nova percepção do ensino do inglês saindo das formas tradicionais já conhecidas e exploradas”, afirma o head de parcerias da Cultura Inglesa, Giovanni Peduto.

Nesse formato, os alunos têm a oportunidade de vivenciar o inglês além da sala de aula, por meio de temas variados de interesse para que façam suas descobertas no idioma e absorvam o conhecimento descobrindo-o, o que reflete a essência da Cultura Inglesa.

Como instituição sem fins lucrativos, a Cultura Inglesa tem como meta difundir o ensino de inglês como ferramenta de evolução profissional e pessoal para as pessoas. “Levar isso para escolas e dar a oportunidade para um ensino bilíngue em maior escala é muito inovador e necessário, visto que a maioria das escolas bilíngues em São Paulo, por exemplo, cobram mensalidades muito altas”, diz Peduto.

Leia: Por que ler os clássicos do pensamento pedagógico

Parceria de longa data

O Colégio Cruz de Malta, em São Paulo, iniciou uma parceria com a Cultura Inglesa em 2009. Na época, apenas com turmas nos cursos extracurriculares. “Tínhamos o objetivo de ofertar um curso complementar de qualidade e, para isso, buscamos uma escola séria e comprometida com um inglês de qualidade”, afirma Mariana Crespo Dias Cester, gerente de inovação educacional do Cruz da Malta.

Em 2013, a parceria foi ampliada, chegando ao curso intracurricular do fundamental, iniciando com os primeiros anos e avançando ano a ano para as turmas seguintes. “Não queríamos que o projeto ficasse concentrado em um pequeno grupo, mas que fosse uma proposta institucional para todos os alunos do Cruz de Malta. Garantir acessibilidade a um segundo idioma sempre foi o nosso grande objetivo. Acreditamos que assim estamos ampliando o leque de oportunidades dessas crianças no futuro”, salienta Mariana.

Com a implementação do projeto, o ensino de inglês no colégio mudou de fase, passando a adotar novas metas e métricas eficientes para medir e avaliar os resultados de aprendizagem no idioma. Além disso, a continuidade da metodologia garantiu aos alunos resultados significativos, no qual os estudantes têm à disposição toda estrutura necessária para complementar o aprendizado, como biblioteca, laboratório e participando de cursos e eventos complementares, como teatro, coral, entre outros.

Fortalecimento

“O propósito do Cruz de Malta é formar pessoas com as competências necessárias para transformar o mundo em um lugar mais justo, sustentável e feliz e nós acreditamos que o inglês é uma ferramenta essencial dentro deste processo, pois amplia o nível de protagonismo dos nossos alunos, tornando-os capazes de transformar a realidade e acessar conhecimentos e experiências muito relevantes”, finaliza Mariana.

Segundo Peduto, a expectativa é que os colégios vejam os exemplos bem-sucedidos e busquem a parceria pensando em como o inglês pode ser transformador para todos os alunos. “Estamos animados por termos conseguido criar algo que entrega, com total acompanhamento, nossa metodologia exclusiva aliada ao que temos de mais importante, nosso propósito”, finaliza o executivo.

Leia também:

Ideb: ensino fundamental 2 e médio são os principais desafios

A contribuição do ensino bilíngue na percepção de mundo

Envie um comentário

Your email address will not be published.