Exposição reúne obras escritas e traduzidas por Monteiro Lobato

Obras de Lobato traduzidas para outros idiomas podem ser vistas em exposição em São Paulo (Crédito: Elcio Silva)

Obras de Lobato traduzidas para outros idiomas podem ser vistas em exposição em São Paulo (Crédito: Elcio Silva)


Criador do clássico nacional Sítio do picapau amarelo, Monteiro Lobato também se destacou no cenário internacional, traduzindo obras de escritores estrangeiros para o português e tendo seus livros traduzidos para outros idiomas.
A trajetória internacional do escritor, pouco conhecida do grande público, está sendo celebrada em exposição gratuita na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da Universidade de São Paulo (USP).
Na mostra, que fica em cartaz até 29 de junho, é possível conferir mais de 130 obras, entre clássicos da literatura universal traduzidos por Lobato e livros de sua autoria publicados no exterior.
Um exemplo é a edição argentina de Urupês, com tradução de Benjamin de Garay. No Brasil, o livro foi publicado originalmente em 1918 e reúne 14 contos de Lobato.
Outro título que pode ser visto na exposição é Dom Quixote das Crianças, uma adaptação de Lobato de Dom Quixote de La Mancha, obra do espanhol Miguel de Cervantes.
A mostra, chamada Monteiro Lobato sem fronteiras, traz os livros físicos expostos em vitrines e tablets com os títulos digitalizados, que podem ser consultados pelos visitantes. A curadoria é do gestor de projetos socioculturais Luciano Mizrahi Pereira e do jornalista produtor cultural Vladimir Sacchetta.

Serviço

Exposição Monteiro Lobato Sem Fronteiras
Quando: de 7 de maio a 29 de junho
Horário: das 8h30 às 18h30 (segunda a sexta-feira)
Onde: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) – Sala Multiuso
Endereço: Rua da Biblioteca, S/N, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo – SP.
Quanto: Gratuito
Agendamento de monitoria: educativo@bbm.usp.br

Leia também:

Como fazer uma boa mediação e formar novos leitores

Envie um comentário

Your email address will not be published.