NOTÍCIA

Tecnologia

International School anuncia parceria com Cubo Itaú

International School passa a liderar iniciativa para que startups desenvolvam novas formas de aprendizagem e tecnologia focadas na educação básica, superior e corporativa

Publicado em 02/05/2024

por Redação revista Educação

A International School (IS), programa líder do setor de ensino bilíngue no Brasil, anuncia parceria com o Cubo Itaú, mais relevante hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina, e passa a liderar o Cubo Education, iniciativa para que startups, corporações e interessados em inovação desenvolvam novas formas de aprendizagem e tecnologia focadas na educação básica (pública e privada), superior e corporativa.

“O empreendedorismo está presente não só na minha história, como também desde as origens da IS. Por isso, fechamos essa parceria com o Cubo para apoiar o desenvolvimento de novas soluções para o setor educacional por meio das edtechs. Queremos auxiliar o amadurecimento desses negócios e, como consequência, melhorar a educação brasileira e o aprendizado da língua inglesa”, afirma Ulisses Cardinot, CEO da International School.

—–

Leia também

Ao contrário do Metaverso, inteligência artificial veio para ficar, argumenta professor

O cerco irrefletido da proibição de celular na escola

—–

Edtechs em fase de tração que apoiem corporações do setor interessadas em aumentar o número de negócios, obter ganho de eficiência e performance de mercado, promoção da cultura digital e maior impacto socioeconômico, podem aplicar ao longo de todo o ano para fazer parte do Cubo Education. Atualmente, o hub possui 22 startups que, em 2023, teve uma mediana de 16,6% de crescimento cada uma.

“Educação é um setor primordial para o desenvolvimento de qualquer nação e a tecnologia é uma grande aliada, principalmente quando adaptada às necessidades dos estudantes e educadores, o que pode ajudar bastante a realidade das escolas. Segundo dados de um relatório feito pela Microsoft em parceria com a Education McKinsey & Company, as soluções podem ajudar os professores a dedicarem de 20% a 30% do seu tempo nas atividades centradas nos estudantes, tais como ter uma relação mais próxima, definir planos de aula individuais ou fornecer feedback personalizado e em tempo real aos estudantes”, contextualiza Paulo Costa, CEO do Cubo Itaú.

Entre as primeiras empresas a investir em programas de educação bilíngue no Brasil, a IS também desenvolve soluções tecnológicas para engajar os alunos e estimular o aprendizado de inglês dentro e fora das salas de aula. No Cubo, a companhia pretende potencializar o pilar de inovação, buscando parcerias para a criação de produtos e serviços de tecnologia que possam ser agregados ao seu sistema educacional, além da ampliação de novos mercados. Startups com soluções e experiências em edutainment (ensino via entretenimento) também estão no radar da companhia.

Por dentro do Cubo Education

Entre as edtechs presentes no Cubo Education, destacam-se negócios como a Saber em Rede, iniciativa presente no ecossistema de inovação desde seu lançamento e que, segundo a fundadora, Alaíde Barbosa, pode ser resumida a um “Uber da educação”, visto que conecta instituições de ensino, pessoas interessadas em vender cursos e alunos que estão em busca de oportunidades de aprimorar seus estudos. A startup já gerou mais de R$105 milhões em receita para as instituições de ensino parceiras e, no último ano, pagou mais de R$10 milhões em comissões para seus vendedores. Atualmente são mais de 200 mil que atuam na plataforma e destes, pelo menos 20 mil a utilizam como complemento de renda mensal.

Do Amapá com potencial para conquistar o mundo, a Proesc é especializada na gestão escolar online de escolas. Em 2023 processou mais de cinco bilhões em pagamentos e para este ano planeja apostar em um complemento financeiro. A startup, vencedora do Selo Dourado Cubo Itaú na categoria Investimento, recebeu, em 2023, um aporte de oito milhões para ampliar o portfólio de produtos e serviços disponíveis e entregar mais tecnologia e inteligência para as escolas. Alinhado nessa estratégia, a empresa aumentou os canais de atendimento, e abriu quatro novas unidades de negócio. Para se ter uma ideia do impacto da solução, foi possível reduzir em até 90% a inadimplência das escolas com a utilização do serviço de automação de cobranças e aplicativo de pagamentos.

—–

Leia também

Neurociências antes da sala de aula

Filmes retratam a escola como incapaz de lidar com as singularidades

—–

A economia New Space e seus impactos

O início da parceria foi marcado por um evento de inovação ocorrido nesta segunda-feira, 22, com a participação de dois especialistas do ecossistema da Nasa, o botânico espacial Dr. Gary Stutte e o especialista em pesquisa de exploração espacial Jeff Michaelis. Em suas palestras, abertas ao público, os palestrantes falaram sobre as oportunidades de desenvolvimento profissional para os jovens brasileiros que sonham em ingressar no setor de exploração espacial, além de apresentar novidades sobre suas pesquisas.

Esse é o pontapé do acordo, que reforça o papel da IS de impulsionar a inovação e o empreendedorismo no segmento de educação por meio de eventos e do acesso à metodologia da sua solução bilíngue, via mentoria e cocriação de soluções para a educação básica e corporativa.

Gary Stutte é CEO da SyNRGE, LLC e integra o ecossistema de pesquisa da NASA, além de ter atuado como consultor do filme Perdido em Marte (2015) e desenvolver estudos que visam resolver o problema da alimentação nas missões espaciais – tecnologia que também pode ser aplicada em lugares na Terra com taxas elevadas de insegurança alimentar.

Jeff Michaelis é presidente da Michaelis Foundation for Global Education e diretor do KSCIA – International Space Academy, programa global de incentivo à educação espacial voltado para alunos do ensino médio, por meio do qual a International School levou 24 alunos para vivenciar um intercâmbio no Kennedy Space Center, em Orlando, no ano passado. Em 2024 a previsão é de levar mais 13 estudantes.

—–

Revista Educação: referência há 28 anos em reportagens jornalísticas e artigos exclusivos para profissionais da educação básica

—–

Escute nosso episódio de podcast:

Autor

Redação revista Educação


Leia Tecnologia

ChatGPT

Instituto Alana e Cenpec alertam sobre o uso do ChatGPT nas escolas

+ Mais Informações
International School

International School anuncia parceria com Cubo Itaú

+ Mais Informações
celular

O cerco irrefletido da proibição de celular na escola

+ Mais Informações

Mapa do Site