COLUNISTAS

Colunista

Ricardo Tavares

Ricardo Tavares é diretor-geral da FTD Educação

Publicado em 04/10/2022

Lições para a vida

Professores são agentes de transformação da sociedade e merecem nossa homenagem

shutterstock_1206995659 destaque Foto: shutterstock

Nunca os professores foram tão necessários e demonstraram tanto o seu valor como agora. Devemos comemorar a consolidação das aulas presenciais e, principalmente, o contato direto, afetuoso e significativo dos estudantes com seus professores. O retorno às salas de aula e a presença física dos educadores junto a alunos da educação infantil, ensino fundamental e médio, dedicados a ensinar com afeto, resiliência e empenho, são indicadores de que os próximos anos serão de muito trabalho, mas, com certeza, de retomada da aprendizagem. 

Os desafios são muitos. Reportagens recentes trazem dados divulgados pelo MEC e obtidos por meio do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) e do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 2021, que expõem a defasagem educacional dos alunos brasileiros no ciclo de alfabetização, ocasionada pelo fechamento das escolas por dois anos. O aumento da evasão escolar também contribuiu para a deterioração do nível do ensino no país. 


Leia também

Com a pandemia, alfabetização vive urgência na recuperação – prejuízo é de todos

O papel de cada um na retomada da aprendizagem


Nos últimos anos, a necessidade do isolamento social, por conta da crise sanitária, obrigou os sistemas educacionais a adotarem práticas de ensino e aprendizagem mediadas por tecnologia. Consequentemente, a adoção do ensino remoto, impulsionado pela pandemia, trouxe grandes desafios para a educação no Brasil e em toda a América Latina.

 

Mas podemos considerar que, apesar de grave, o quadro é reversível e que o empenho, resiliência e trabalho dos professores foi fundamental para que a situação não fosse ainda mais agravada. Os últimos anos e a piora nos índices de alfabetização do país trazem uma reflexão importante sobre o queremos para o futuro e quais são os agentes que vão nos ajudar a transformar esta realidade. 

Do lado das empresas educacionais, acreditamos que o compartilhamento e a colaboração serão palavras-chave nesse novo contexto para disponibilização de conteúdos que, somados a uma curadoria séria e responsável que garanta qualidade e rigor conceitual, serão uma boa fórmula para ampliar as propostas pedagógicas, dinamizar as aulas, envolver professores e estudantes e garantir mais resultados no aprendizado. 

 

Desenvolver programas de recuperação de aprendizagem com foco na alfabetização, especialmente para a rede pública, como o Sim! Alfabetização em Foco, um programa da FTD Educação feito para auxiliar estudantes de escolas públicas e privadas, também ajudam a minimizar os déficits de aprendizagem percebidos no retorno às aulas presenciais. 

Também é fundamental o engajamento de toda sociedade. É importante que escolas, gestores, familiares e, especialmente, governos deem o apoio incondicional aos professores em um momento tão complexo da nossa educação. 

Devemos aproveitar este Mês dos Professores para reconhecer esses profissionais. Que cada um de nós possa homenagear os professores que usam seus conhecimentos para transformar os estudantes em suas melhores versões, adicionando ao aprendizado uma grande dose de respeito e afeto. O que o professor faz cria verdadeiras conexões, são lições para a vida que reverberam nos estudantes para sempre. Educar contribui para conectar histórias e construir futuros. Parabéns a todos os professores do Brasil!

Escute nosso episódio de podcast:


Leia mais

Sustentabilidade

Mais que aprender, vivenciar

+ Mais Informações
rotina escolar

Rotina escolar não pode ser espetáculo farsesco e perigoso

+ Mais Informações
humanidade

Continuará a saga humana no embate entre humanidade e crueldade?

+ Mais Informações
Educação inclusiva

Educação inclusiva: estratégias pedagógicas para promover a equidade

+ Mais Informações

Mapa do Site