SOS Educação: como o gestor pode administrar seu tempo e assim mover a escola

Em workshop, Roberta e Taís Bento, criadoras do SOS educação, deram exemplos de como organizar as funções de trabalho dentro da escola

As criadoras do SOS Educação, Roberta Bento e sua filha Taís Bento, contaram as experiências e motivações que guiaram seus caminhos para a educação durante um workshop que aconteceu hoje, 10, na Bett Brasil. Ressaltando um dos pilares que move a escola, o gestor, elas deram dicas de organização para se criar um ambiente de equilíbrio nas escolas em que o educador consiga administrar o seu tempo para melhor utilizá-lo na relação e troca com os alunos e as famílias.  


Leia: Diálogo e empatia na escola


“Enquanto o gestor da escola está sobrecarregado, sem ter nem um minuto de tempo, o essencial escapa. Sou a prova de que a gestão ter tempo de olhar para o aluno, conversar com o professor e com a família, faz diferença na vida do estudante”, disse Roberta.

Roberta e Taís realizaram um exercício prático com os participantes, demonstrando a importância de conhecer sua equipe e o papel do gestor. Seguindo os 10 papéis do gestor, segundo Henry Mintzberg, elas separam as habilidades em três vertentes: interpessoal, informativa e decisional. O objetivo é que cada profissional saiba seu papel e que essas vertentes andem em conjunto.

Para que isso aconteça, defenderam as painelistas, é necessário ter um equilíbrio organizacional e saber separar o que é urgente e importante. Uma ferramenta de ajuda mencionada por elas foi a matriz de gerenciamento de tempo ou matriz de Eisenhower.


Bett Brasil é o maior evento de educação e tecnologia na América Latina. Acontece de 10 a 13 de maio no Transamerica Expo Center, São Paulo. E nós, da Educação, estamos fazendo uma cobertura especial. Continue nos acompanhando. Clique aqui para ver nossa cobertura.


Escute nosso podcast:

Envie um comentário

Your email address will not be published.