NOTÍCIA

Gestão

Tecnologia no Novo Ensino Médio: programação e criatividade (+ e-book grátis)

Entenda a implementação das diretrizes da BNCC no Novo Ensino Médio sob o olhar da tecnologia. E mais: baixe gratuitamente um livro digital sobre o assunto

Publicado em 03/09/2021

por Educação Brand Content

Além de temas como retorno presencial e propostas do ensino híbrido, outro assunto ocupa grande parte da agenda e planejamento de educadores e gestores: a implementação do Novo Ensino Médio nas escolas brasileiras. Apesar da ampla divulgação do assunto, mantenedores, coordenadores e professores estão em constante busca por boas práticas sobre as determinações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para oferecer aos estudantes.

Pensando nisso, reunimos aqui alguns insights importantes para trabalhar de forma prática o assunto, tendo o viés tecnológico como eixo norteador nessa jornada.

Como complemento, indicamos que baixe gratuitamente o Guia: Integração dos currículos de Criatividade e Programação com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Trata-se de um material rico, com exemplos práticos de atividades alinhadas com a BNCC para aplicação nas aulas de diversas disciplinas, contemplando o Novo Ensino Médio.

novo ensino médio tecnologia
Foto: Javier Sierra-Unsplash

Pensar fora da caixa

Uma dificuldade a ser superada é a de olhar além do escopo das disciplinas curriculares, com o objetivo de conectar a sala de aula com o “mundo real” do trabalho e sociedade. O iPad, por exemplo, pode utilizar conteúdos que estimulem a criatividade, além de incentivar o preparo e a qualificação na área de tecnologia – é importante ressaltar o grande número de oportunidades de trabalho existentes nesse segmento, ao lado do empreendedorismo.

Esses serão os diferenciais para as escolas: enxergar o Novo Ensino Médio como uma oportunidade de concretizar seu projeto político-pedagógico de maneira mais completa, com ferramentas, aplicativos etc.

Alunos e professores como autores

Dentre as possibilidades oferecidas pelo iPad, está a eficiente capacidade de gerenciamento (de conteúdos e atividades) e a de transitar por todas as plataformas existentes, permitindo, assim, uma visão mais completa.

A acessibilidade também recebe destaque: é uma premissa dos dias atuais, apresentada de forma nativa pelo sistema operacional do iPad.

Há, ainda, os conteúdos de criatividade e programação adaptados a todos os segmentos e faixas etárias, trazendo a possibilidade de autoria – alunos e professores são autores de suas trilhas. Apesar de as escolas estarem utilizando os mesmos equipamentos, terão projetos totalmente personalizados.

Itinerários formativos

Os itinerários formativos são os caminhos que vão possibilitar que o estudante escolha em qual área quer aprofundar seus conhecimentos no decorrer do ensino médio.

São eles:

  • linguagens e suas tecnologias;
  • matemática e suas tecnologias;
  • ciências da natureza e suas tecnologias;
  • ciências humanas e sociais aplicadas;
  • formação técnica e profissional.

O uso de iPad pelas escolas pode trabalhar, de forma eficiente e produtiva, os itinerários formativos com uso dos conceitos de programação e criatividade, que já estão alinhados com a BNCC e podem ser explorados nas disciplinas.

Os currículos de criatividade e programação permeiam as 10 competências gerais, com destaque ao que se espera no desenvolvimento da número dois: Pensamento científico, crítico e criativo; e da número cinco: Cultura digital.

Baixe gratuitamente o Guia: Integração dos currículos de Criatividade e Programação com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Escolas brasileiras que já estão com esses conteúdos estruturados, no momento, conduzem o treinamento de seus professores para o desenvolvimento dessas aulas já em 2022.

“Eles (os itinerários) operam como uma guia para os professores desenvolverem projetos, além disso, existem propostas com temas como igualdade, justiça racial, meio ambiente, pensamento crítico, todos presentes da BNCC”, pontua o professor e cofundador da Z26 Metaeducação, Antônio Ferro.

Na sua visão, esses docentes e gestores teriam de sair do zero para desenvolver essas dinâmicas. Com o iPad, eles podem pegar os caminhos já existentes como, por exemplo, trazer música para ensinar matemática. “Conectando essa criação com os conteúdos curriculares é possível construir uma estrutura muito customizável”, afirma.

Ferro reforça que essas demandas são desenvolvidas e colocadas em prática por professores espalhados por todo o mundo, de forma colaborativa. Além da utilização do equipamento em si, ainda existem outros programas educacionais enriquecedores do ambiente escolar, como o Apple Distinguished School, focado na certificação de escolas e o Apple Teacher, um projeto de certificação gratuita de professores.

“É sobre a capacidade dos projetos do iPad se adaptarem à proposta pedagógica da escola – e não o contrário. E como isso pode ser usado como um diferencial de mercado”, conclui Antônio Ferro.

Para se aprofundar no tema, a Z26 Metaeducação disponibiliza gratuitamente um e-book. Baixe agora:

Clique no botão abaixo e baixe gratuitamente um guia que oferece ideias de como integrar programação e criatividade à BNCC:

Se você é mantenedor, gestor, coordenador ou docente, certamente vai se interessar por esse compilado de informações ilustrado e didático. Acesse agora mesmo.

Leia também

Cultura da aprendizagem

Autor

Educação Brand Content


Leia Gestão

desinformação

Combater a desinformação passa por plataformas digitais transparentes,...

+ Mais Informações
Portrait,Of,Multi-cultural,Elementary,School,Pupils,With,Female,Teacher,Outdoors

Evento Escolas Mais Admiradas debaterá antirracismo e gestão democrática

+ Mais Informações
convivência escolar

Convivência escolar: como combater bullying e outras violências

+ Mais Informações
escola

Uma escola admirável

+ Mais Informações

Mapa do Site