Coronavírus: MEC vai liberar R$ 450 milhões a escolas públicas

A quantia busca ajudar na compra de produtos de higiene. Para receber a verba é necessário a escola atualizar seu cadastro no PDDE
0

Diante da pandemia do coronavírus, o Ministério da Educação (MEC) informou nesta semana que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) antecipará do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) a liberação de R$ 450 milhões às escolas públicas. A medida visa auxiliar na compra de produtos de higiene como de álcool em gel, sabonete líquido e papel toalha.

Leia: Escolas conectadas: aprendizagem em tempos de coronavírus

Contudo, segundo a Istoé Dinheiro, secretários de Educação de estados e municípios destacam que não se trata de um recurso extra e que pode reduzir a compra de materiais pedagógicos.

O dinheiro será repassado para as escolas que já atualizaram os dados no sistema do programa e que não possuem pendências sobre a prestação de contas de anos anteriores, até o momento são 64 mil. Mas a estimativa do MEC é que pode chegar à 138 mil escolas e o valor dos recursos a R$ 900 milhões.

Equipe

coronavírus escolas públicas

Foto: Shutterstock

Tal medida foi elaborada durante a reunião do Comitê Operativo de Emergência do MEC, cujo objetivo é definir ações de combate à disseminação do coronavírus.

O Comitê é composto por secretarias do MEC, FNDE, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Conif) e Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

Leia também:

Coronavírus: como as escolas devem agir

Probabilidade alinhada à BNCC é tema de curso gratuito EAD para professores

Envie um comentário

Your email address will not be published.