Conselho Nacional de Educação aprova Base Nacional dos Professores

0

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) estabelece competências e habilidades que precisam ser desenvolvidas nos alunos. Tal mudança também atinge os professores, que precisam de um apoio em sua formação.
Mozart Ramos, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna, foi nomeado em dezembro de 2018 relator no Conselho Nacional de Educação (CNE) para traçar as Diretrizes Curriculares Nacionais e a Base Nacional Comum para Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica. Hoje, 7, o parecer de Mozart foi aprovado.
Entenda:
 BNCC aprovada: foco agora é na formação dos professores

BNCC: desafio é a histórica carência na formação de professores

Com a troca de governos, o documento – que já estava pronto – teve que passar pela avaliação da equipe de Bolsonaro. Segundo Ivan Siqueira, presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, os textos foram devolvidos com poucas alterações. A afirmação foi feita em evento organizado pela Fundação Santillana em 29 de outubro.
Após audiências públicas e muitas críticas, o documento finalmente avançou. O CNE deve passar mais informações em breve.

Base de Formação dos Professores

Ivan Siqueira à esquerda e Mozart Ramos à direita (foto 1: reprodução internet; foto 2: divulgação)

Leia também:

Diretora da CEDAC fala sobre o projeto voltado à formação de educadores ‘Pequenos Leitores’

Educação sexual nas escolas diminui doenças e gravidez precoce

Envie um comentário

Your email address will not be published.