COLUNISTAS

Colunista

Damaris Silva

Mestre em letras e consultora de gestão de projetos educacionais para redes públicas e privadas de ensino

Publicado em 06/10/2022

Criança de 13 anos autista escreve diário sobre o seu cotidiano

'Diário de um Autista' é um retrato da importância do diagnóstico, da aceitação e do acolhimento de toda a comunidade escolar

Diário de um autista

É por meio de uma gama de recursos diversificados que se promove a superação de obstáculos impostos às crianças e jovens portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA). Marguerite, personagem do livro A diferença invisível, descreve bem esse percurso. Uma jovem de 27 anos que não se encaixa em suas relações interpessoais por sua dificuldade em lidar com o barulho, as distrações excessivas e as alterações repentinas em sua rotina. Aos poucos, a personagem descobre que é autista e, a partir desse percurso de autoaceitação, preenche a lacuna da ‘normalidade’ que sempre foi imposta à sua existência. A história constata que as dificuldades de Marguerite permanecerão, entretanto, a forma de encará-las mudou completamente após ser diagnosticada com a síndrome de Asperger1 , a partir disso, ela conseguiu se conhecer e se amar nesse lugar. A ficção, narrada por meio de uma história em quadrinhos, é o relato da vida da autora Julie Dachez, cujo diagnóstico, ainda que tardio do autismo, a fez viver plenamente em sua diferença. 


Leia: Educação especial inclusiva ainda é um desafio


Por sorte, Thales Lima Valêncio, um jovem estudante de uma escola pública de São Paulo, percebeu seu próprio caminho bem antes da personagem da ficção e aos 13 anos entregou aos seus professores o seu Diário de um autista, obra autoral inspirada no best-seller juvenil O diário de um Banana. A narrativa se apresenta como uma história que espera ser lida com muito deleite por todos que a receberem. Nela, o personagem descreve seus feitos cotidianos, como o auxílio a seu pai nas tarefas de casa, os dias de aula, festividades na escola e viagens com a família.  Enfim, um livro de memórias de um adolescente que está trilhando seu próprio caminho, abraçando sua singularidade.

autista

Foto: arquivo pessoal

 

De acordo com o documento que atualiza a prevalência do Transtorno do Espectro Autista do CDC2, em 2020 havia uma pessoa com autismo para cada 54 crianças de oito anos, em 11 estados dos EUA. No Brasil, estima-se que haja cerca de 2 milhões de autistas. Desses, muitos matriculados em escolas regulares de todo o país. A definição de Transtorno do Espectro Autista engloba diversos transtornos, tais como: o autismo infantil, autismo de alto funcionamento, autismo atípico, transtorno global do desenvolvimento sem outra especificação, transtorno desintegrativo da infância, síndrome de Asperger etc. Dentre os desafios enfrentados estão a falta de informação sobre as especificidades englobadas no espectro, os erros de diagnóstico e as dificuldades relacionais entre o autista, seus familiares e amigos. 

autista

Foto: arquivo pessoal

O diário de Thales e a história de Marguerite são retratos da importância do diagnóstico, da aceitação e do acolhimento de toda a comunidade escolar frente ao desafio da diferença, fazendo dela um caminho para ampliar e desenvolver as habilidades sociais desses alunos.

Escute nosso episódio de podcast:


Leia mais

educação ambiental

Caminhos para gestores e professores implantarem a educação ambiental em...

+ Mais Informações
Sustentabilidade

Mais que aprender, vivenciar

+ Mais Informações
rotina escolar

Rotina escolar não pode ser espetáculo farsesco e perigoso

+ Mais Informações
humanidade

Continuará a saga humana no embate entre humanidade e crueldade?

+ Mais Informações

Mapa do Site