Por que meio ambiente e responsabilidade social são assuntos fundamentais para a formação da criança dentro da escola?

Com o planeta no limite de seu esgotamento com os seres humanos, estima-se que em 30 anos não haverá água potável e alimentação em abundância para a população. Compreensão de assuntos como crise climática, reciclagem e consciência social são base para a construção de uma pessoa adulta capaz de reverter esse ambiente tão inóspito

Dentro da escola é preciso, primeiramente, acesso a informações seguras e constantes sobre as mudanças no planeta. Atividades que estimulem o entendimento multidisciplinar das questões ambientais, que instiguem a criança a pensar seu impacto diário na natureza de forma lúdica, trazem novos hábitos para serem aplicados o resto da vida.

A partir dessas informações, formar jovens que pensem o meio ambiente com responsabilidade social torna-se indissociável da construção do pensamento crítico desde a infância.

Que práticas pedagógicas cooperam nesta construção? Como ter um espaço que apoie o pensamento crítico da criança? As atividades que priorizam a voz da criança junto à escuta ativa dos educadores permitem interações mais elaboradas, contribuindo para uma atitude completa da criança nos âmbitos cognitivos, intelectuais e sociais.

Exercitar atividades que não se limitam a uma matéria, mas que conectem as diversas matérias e saberes de forma interdisciplinar, podendo ser inseridas na grade curricular e moldadas a diferentes temas, de acordo com a necessidade da escola, também propiciam um desenvolvimento mais amplo e consciente.

Foto: Fabrício Souza, 2021

Pesquisar, montar e aplicar atividades com este tema em sala de aula é um desafio constante às escolas, desde a coordenação até educadores, pois o tema muda rapidamente e cada faixa etária precisa de estímulos distintos. A trilha de educação feita pela Play Recycling, junto aos parâmetros da BNCC, é desenvolvida para solucionar este problema e facilitar a questão dentro de sala de aula.

“Meus alunos nunca mais jogaram um papel sequer no chão da escola, dá para ver nitidamente o comprometimento deles”.*

Nas variadas escolas em que o método da Play Recycling foi aplicado, é possível ver o senso de coletividade sendo desenvolvido, onde cada criança se apodera de seu espaço de forma natural, incentivando a responsabilidade sobre o que acontece à sua volta. Mais significativo ainda, é ver florescer o senso de pertencimento da criança à natureza e seus recursos naturais, incorporando em seu cotidiano hábitos de sustentabilidade que se organizam na vida como alicerce social.

*Depoimento da professora do CERAP – Creche escola Recanto do Amor Perfeito, da educação unfantil ao fundamental 1, em Niterói, Rio de Janeiro, em 2022.

_________________________

Leia também:

Mudanças climáticas: ensinar para as crianças sem despertar medo

Envie um comentário

Your email address will not be published.