Como criar um bom site para a sua escola

A divulgação de uma empresa por meios digitais (por exemplo, um site escolar) é muito mais efetiva, pois é possível direcionar a mensagem para um público-alvo específico. Diferentemente de uma propaganda na televisão, por exemplo, em que você faz uma divulgação em massa e não tem a garantia de que seu público-alvo foi realmente impactado.

Obviamente que, para cada negócio, é preciso avaliar o modelo de divulgação. Para uma empresa que vende geladeiras, uma propaganda no intervalo da novela faz todo o sentido, mas, para uma empresa que vende parafuso, talvez não seja a melhor estratégia.

Leia: Como anda o planejamento de marketing da sua escola?

Foto: Freepik

No mercado educacional, a reputação é um dos pontos mais importantes e sensíveis de uma empresa. O pai/responsável quando está em busca de uma instituição de ensino, não está procurando apenas um bom serviço e sim, buscando um lugar que prepare seu filho para um futuro de sucesso. Portanto, não vai colocá-lo numa escola que não tenha uma boa reputação e o primeiro lugar no qual ele vai buscar informações sobre a escola é na internet, principalmente no site da instituição.

O site é seu cartão de visita. Nele, a escola conta o detalhamento dos principais serviços, sua história, depoimentos dos clientes, entre outras informações relevantes para uma boa apresentação do negócio.

Agora, é preciso ficar atento a alguns pontos na hora de desenvolvê-lo ou atualizá-lo para que sua escola cause uma boa impressão aos visitantes. Confira as dicas a seguir.

Identidade visual         


É fundamental que o site tenha a identidade visual de sua escola. Colocar a cor predominante do seu logotipo é um ponto importante para que o cliente identifique rapidamente com sua instituição.

Por exemplo, quando as propagandas do Itaú passam na televisão, antes de aparecer o logotipo do banco na tela, você já sabe que a propaganda é do Itaú pois a cor predominante é a laranja, a mesma do logo da empresa.

Leia: Homeschooling não é assunto sério – coluna José Pacheco

Qual mensagem sua escola quer passar para famílias e alunos?

Destacar o principal diferencial ou ponto forte de sua escola? Sua tradição? Seus valores? Sua estrutura?

Por exemplo, se o diferencial de uma escola é o envolvimento com a família, uma saída é colocar imagens de pais/responsáveis e alunos da escola na home do site com depoimentos deles para trazer mais credibilidade.

Atenção com os excessos

Cuidado com a quantidade de cores, banners, textos e informações. O objetivo do site é atiçar a curiosidade dos pais/responsáveis e seus filhos. É fazer com que eles pensem: “Caramba, essa escola parece ser a ideal! Vamos visitá-la?”.

Um site poluído de informações não é atrativo e confunde o leitor.

Navegabilidade

A navegabilidade é a experiência do cliente em “passear” pelo seu site. É um ponto crucial no desenvolvimento do projeto. É como entrar num shopping pela primeira vez, e não conseguir encontrar o cinema pois as placas são confusas e os seguranças são desinformados. A experiência será péssima e o cliente, provavelmente, não voltará mais lá.

Portanto, distribua as informações sobre sua escola em categorias. Seguem alguns exemplos:

Sobre a escola: tudo que for relacionado à instituição (quem somos, história, cursos, diferenciais, unidades, contato, entre outros);

Diferenciais: liste os diferenciais de sua escola. Atenção: limite-se a colocar o que realmente sua escola é diferente das demais, isto é, se o cliente for no site do seu concorrente, dificilmente encontrará os mesmos pontos destacados;

Níveis de ensino: fale um pouco dos serviços e infraestrutura de cada um dos níveis de ensino oferecidos em sua escola;

Notícias: coloque notícias curtas sobre acontecimentos da sua escola incluindo imagens e/ou vídeos. É uma estratégia bem eficiente para contar aos pais/responsáveis e seus filhos sobre suas atividades;

Aluno e família: assuntos de interesse dos alunos da escola e seus familiares (área restrita, uniforme, materiais, cursos extracurriculares, biblioteca, entre outros, agenda de eventos e reuniões);

Contato: formulários online para que o usuário escreva sua mensagem e ela seja direcionada para a escola; endereços de e-mails e telefones para entrar em contato com a escola;

– Galeria de fotos: divulgue imagens da estrutura de sua escola. De preferência, contrate um fotógrafo para que suas fotos fiquem bem profissionais.

Leia: Por que não podemos acertar em tecnologia educacional sem os professores

Esses são alguns exemplos. Você precisa listar todos os dados que são relevantes para a divulgação de sua escola e criar essas categorias e/ou subcategorias para organizar as informações, facilitando a busca e criando uma boa experiência para os visitantes.

Outro ponto importante é definir quem cuidará da manutenção do site. Sim, é preciso que o site esteja sempre atualizado, com informações relevantes para as famílias.

Se sua escola não possui um site ou está com ele desatualizado, está perdendo uma excelente oportunidade de fortalecer a marca na internet e captar mais alunos. Que tal começar hoje mesmo a planejar um site de sucesso para sua escola?

*Helena Poças Leitão é fundadora da Sua Escola Ideal, autora do livro Marketing escolar de bolso e gerente de marketing da Editora do Brasil

Leia também

O papel da educação no tempo da incerteza

Envie um comentário

Your email address will not be published.