ARTIGO

Olhar pedagógico

Escolas destacam a importância da parceria com as famílias no ensino online

Educadoras afirmam que quando pais e escolas entendem que são aliados para o bom desempenho dos pequenos, os resultados aparecem

Publicado em 01/09/2020

por Redação revista Educação

Com o ensino online sendo aplicado desde março, o Colégio Mater Dei, Colégio Internacional Ítalo Brasileiro, Escola Cláritas, Colégio Internacional EMECE e CRIEM, todos localizados no estado de São Paulo, comemoram terem encontrado o ponto de equilíbrio junto às famílias no que diz respeito à educação dos meninos e meninas neste momento atípico.

“As famílias perceberam que estamos trabalhando arduamente pelo online, soubemos lidar com as queixas de que pai e mãe viraram professores”, explica Érica Mantovani, coordenadora do ensino fundamental 1 no Mater Dei. “Atendo, todos os dias, pais e mães que só querem ser ouvidos”, diz. “Explico que os papéis de cada um voltarão para os lugares que devem ocupar, cada um com a sua cota de responsabilidade e agregado de maior envolvimento e atuação na educação dos filhos.”

Leia: Volta às aulas presenciais exigirá cuidado com emocional de alunos e professores

ensino online

Foto: Envato Elements

Cuidados

Segundo Érica, trata-se de um processo no qual a escola e os pais são aliados, não oponentes, todos tem um objetivo em comum, tornar o mais produtiva possível essa nova rotina que se instalou com a escola online.

“Na alfabetização, por exemplo, tivemos um ganho de aprendizagem muito grande justamente pelo maior envolvimento dos pais”, conta Érica. “Brinco com as famílias dizendo que não aceito mais que os alunos passem por esse processo sem o pai e a mãe junto.”

Ela destaca os retornos positivos que vem recebendo. “Esses dias, um pai me disse que o nosso nível de atenção para com os responsáveis pelos alunos era impressionante”, conta. “Ele agradeceu estar sendo atendido por mim no celular às 23h. Respondi que estava conversando com ele porque havia sentido a sua ansiedade. Em seguida, ele me disse que nunca havia imaginado ficar 24 horas com a filha, acompanhá-la no aprendizado de ler e escrever”, revela a coordenadora que entende que a escola precisa acolher as famílias e suas necessidades.

Leia: Exigir que todas as escolas reduzam a mensalidade em no mínimo 30% não é a solução

Acolhimento é fundamental no ensino online

A saber, para Fabiane Souza, diretora pedagógica do CRIEM, em todas as situações que envolvem grandes mudanças, como o isolamento por conta da covid-19, sempre há perdas e ganhos. “Observamos, por exemplo, um desenvolvimento maior da atenção nas aulas online”, explica. “Os alunos estão concentrados em acompanhar os conteúdos, sabem que não podem se dispersar por estar em casa, se organizam para não ser atrapalhados por ruídos externos, por exemplo”.

“Ninguém sairá igual dessa pandemia. Temos muito o que recuperar em aprendizado e convívio social”, acredita a coordenadora do ensino infantil do Colégio Internacional Ítalo, Adriana Ferreira. “O mais importante é o fato de termos que trazer a segurança de uma vida normal e, ao mesmo tempo, diferente para os nossos alunos. Esse acolhimento é fundamental”, completa.

Aliás, as atividades de ensino a distância destas escolas envolvem, entre muitos outros recursos, jogos, brincadeiras, grupos de estudo, projetos de escrita. Os alunos do Cláritas, por exemplo, foram protagonistas no projeto de gamificação. “O nosso diferencial foi conseguir humanizar a ferramenta tecnológica mantendo o atendimento individualizado, com estratégias de engajamento e motivação durante o processo de aprendizagem. Umas das soluções é a gamificação personalizada que engaja o aluno, pois ele se vê nos games pedagógicos com os seus próprios avatares”, afirma a diretora pedagógica do Cláritas, Carla Cascino.

De acordo com Carla, as aulas são dinâmicas e lúdicas, as crianças adquirem uma bagagem emocional e pessoal importante, como resiliência, pensamento crítico, flexibilidade e autonomia. “Trabalhamos a criatividade de se reinventar durante o ócio e a expertise de lidar com reuniões online, que muitos empresários adultos ainda têm dificuldade. Como nossa filosofia é embasada em design thinking, conseguimos enxergar oportunidades nesse momento, que não seria possível, se não fosse a pandemia”.

Leia também:

Criatividade e força de vontade marcam comprometimento dos professores para adaptarem o ensino às aulas online

Pandemia reforça importância da escola

Autor

Redação revista Educação


Leia Olhar pedagógico

ChatGPT

Instituto Alana e Cenpec alertam sobre o uso do ChatGPT nas escolas

+ Mais Informações
etnomatemática

Como vivenciar a matemática

+ Mais Informações
congresso

‘Como proteger alunos na era digital’: inscrições abertas...

+ Mais Informações
BNCC da computação

BNCC da Computação: estratégias e diretrizes para adaptar suas aulas

+ Mais Informações

Mapa do Site