/* Altera a margem superior apenas nessa página */

COLUNISTAS

Colunista

João Jonas Veiga Sobral

É professor de Língua Portuguesa e orientador educacional

Publicado em 02/03/2019

Na coordenação

Em 'Na coordenação', professor de Língua Portuguesa e orientador educacional João Jonas Veiga Sobral, monta um diálogo que, com certeza, você já viveu

— Temos uns problemas para resolver.

— Quais?

— Um professor permitiu que os alunos assistissem à abertura da Copa do Mundo na sala de
aula, contrariando nossas orientações.

— Ele foi avisado que não deveria fazê-lo?

— Sim, todos foram avisados, embora eu considere constrangedor dar um aviso dessa
natureza para os professores. Para piorar a situação, ele deixou um aluno de outra classe
assistir ao jogo, ou seja, permitiu que o aluno faltasse à aula de outro professor sem que
houvesse autorização para tanto.

— Talvez ele não tenha visto o aluno na sala.

— Mas se fizesse a chamada perceberia, não? Mas enfim, há outro problema.

— Qual?

— A assistente da orientação, ouvindo a entrevista do coordenador com o pai daquele aluno
que perdeu a prova, ficou chateada. Disse que ouviu o orientador mencionando-a como
culpada pelo ocorrido.

— Isso é muito sério. Vamos falar com o coordenador e com ela para entender o caso?

— Veja, já ouvimos a assistente. Não seria melhor ouvir o coordenador antes?

— Vamos falar com os dois juntos, considero mais adequado.

— Eu acho estranho que ela ouça a conversa e faça ilações com o que ouviu. Não é melhor
ouvi-lo em separado antes?

— Não, vamos falar com os dois juntos. Se ela ouviu e se chateou, algo ocorreu.

— Mas vamos mediar a situação sem antes esclarecer com ele separadamente?

— A mediação é o esclarecimento.

— Acho que o coordenador vai se sentir desprestigiado. Temo pela relação de confiança deles.

— Não há problema. Ele e ela terão de entender que é o nosso trabalho.

— Quanto ao outro professor, falaremos com ele também? É o mesmo aluno que está
envolvido nas duas situações.

— Não, isso já passou. Não mexeremos nisso.

*João Jonas Veiga Sobral é professor de Língua Portuguesa e orientador educacional

Leia também:

Educação infantil: o teste do marshmallow revisitado

Centro de Formação Docente do Colégio Dante Alighieri oferece cursos livres


Leia mais

formação de professores

Novas Diretrizes para formação de professores e seus impactos na...

+ Mais Informações
filhos

Chega de adulação e descaso com os filhos

+ Mais Informações
educação emancipadora

Por uma educação emancipadora

+ Mais Informações
juventude

Brasil enaltece juventude, mas a abandona à própria sorte

+ Mais Informações

Mapa do Site