Apenas 4,5% das escolas públicas têm infraestrutura completa

Apenas 4,5% das escolas públicas brasileiras possuem infraestrutura completa de acordo com as recomendações do Plano Nacional de Educação (PNE). A conclusão é resultado de estudo conduzido pelo movimento Todos pela Educação.
“Os dados sobre a precarização da infraestrutura já existem faz um tempo, porém não eram analisados ponto a ponto como é feito agora, a partir do que é pedido no PNE”, diz superintendente do Todos Pela Educação, Alejandra Meraz Velasco.
Baseado no Censo Escolar de 2015, o levantamento constatou que as condições de infraestrutura são mais críticas no ensino fundamental. Na etapa, que vai do 1º ao 9º ano, somente 4,8% das escolas possuem todos os itens. Já no ensino médio, a porcentagem sobe para 22,6%.
Mesmo na infraestrutura básica, como acesso a energia elétrica, abastecimento de água tratada, e esgotamento sanitário, o acesso não é universal. Dentre as escolas públicas, 91,5% tem acesso à água tratada, enquanto somente 37,9% possuem esgoto sanitário.
Outros itens de infraestrutura considerados foram quadra esportiva, laboratório de ciências, biblioteca ou sala de leitura e acesso à internet de banda larga. Neste grupo estão os pontos mais críticos: o laboratório está presente em apenas 8,6% das escolas públicas de ensino fundamental e em 43,9% de ensino médio, enquanto a quadra aparece em apenas 31% de todas as escolas públicas.

Envie um comentário

Your email address will not be published.