96% dos estudantes que recebem Bolsa Família cumprem frequência escolar

Principalmente devido do trabalho infantil, a evasão escolar e falta de assiduidade pode ocorrer em crianças de famílias pobres. Pensando nisso, o Bolsa Família, programa de combate à extrema pobreza do governo federal, exige das crianças atendidas um mínimo de frequência escolar para que suas famílias continuem recebendo o benefício. Um levantamento descobriu que 96% dos estudantes atendidos cumpriram este requisito no último bimestre de 2015.

Para os jovens de 6 a 15 anos, o mínimo de presença exigido é de 85%. Já para os jovens de 16 e 17 anos, é 75%. Entre os 20% mais pobres (universo dos beneficiários do Bolsa Família), houve melhora tanto no acesso à educação quanto na adequação idade/série. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com informações da Agência Brasil