Projeto de lei quer política de formação para professores

Depois de se formar, professores precisam estar em constante atualização. Um projeto de lei quer que formação continuada seja uma política nacional. A ideia de criar a Política de Formação e Aperfeiçoamento de Professores da Educação Básica da rede pública foi apresentada na Câmara dos Deputados por Chico Lopes (PCdoB-CE) e está em tramitação.

Se aprovado, o projeto 2382/2015 exigirá que estados e municípios criem estes cursos, em regime de colaboração com a união. Os cursos de pós-graduação stricto sensu direcionados a professores das redes públicas de ensino básico. Eles se concentrarão nas áreas de Física, Química, Matemática, Letras, História, Biologia, Geografia, Educação Física, Filosofia, Sociologia, Educação, Música e Artes. Os professores deverão cumprir requisitos como aprovação em concurso público, estarem atuando em sala de aula e terem concluído o estágio probatório.

A proposta, que tramita apensada ao PL 1287/11, será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.