/* Altera a margem superior apenas nessa página */

NOTÍCIA

Ensino Superior

Aprender com solidariedade

BOAS PRÁTICAS | Edição 204 Ações voltadas a questões como saúde, educação e meio ambiente entram em foco no Dia da Responsabilidade Social por Juliana Duarte Consciente da importância de aproximar a comunidade acadêmica da sociedade, a Universidade Cidade de São Paulo (Unicid) participou mais […]

Publicado em 23/11/2015

por Redação Ensino Superior

BOAS PRÁTICAS | Edição 204
Ações voltadas a questões como saúde, educação e meio ambiente entram em foco no Dia da Responsabilidade Social
por Juliana Duarte

Divulgação

De portas abertas: 25 atividades e mais de 1,2 mil participantes

Consciente da importância de aproximar a comunidade acadêmica da sociedade, a Universidade Cidade de São Paulo (Unicid) participou mais uma vez do Dia da Responsabilidade Social, comemorado em setembro. Na ocasião, foram realizadas mais de 25 ações voluntárias, entre elas testes para a detecção de doenças, orientação jurídica, consultoria para a elaboração de currículos, aulas sobre prevenção de problemas bucais, oficinas de inclusão digital e palestras sobre como falar em público. Os participantes também puderam conferir uma exposição com o tema água e lixo, além de apreciar um show de hip-hop realizado na praça de alimentação. Todas as atividades foram gratuitas.
“Planejamos a programação de acordo com o perfil dos participantes”, afirma Maria Elisabete Saldanha, assessora da próreitoria de pós-graduação, pesquisa e extensão da universidade. O evento envolve os alunos de todos os cursos da instituição e é benéfico para a formação por aproximá-los de questões reais. “O projeto permite uma vivência profissional muito sólida orientada pelos professores. Isso acontece porque os estudantes participam do processo inteiro, desde a elaboração das tarefas até os atendimentos”, comenta.
A principal dificuldade de implantação foi a divulgação – havia um receio de não conseguir reunir um bom número de participantes. Para contornar o problema, a universidade decidiu firmar parcerias com organizações regionais influentes, como amigos do bairro, igrejas e conselhos de segurança. A estratégia deu certo. Para se ter uma ideia, mais de 1,2 mil pessoas participaram e cerca de 50 mil já foram beneficiadas pelas ações desenvolvidas até agora. Em 2016, a instituição planeja ampliar as parcerias para alcançar e beneficiar um número ainda maior de moradores locais. “O plano é aumentar a oferta para atrair o interesse da comunidade”, ressalta Maria Elisabete.

Autor

Redação Ensino Superior


Leia Ensino Superior

indígenas

Povos indígenas e as reivindicações de espaço nas universidades

+ Mais Informações
Foto 1 - V Balanzá_3

Saúde mental dos universitários de diferentes países em alerta

+ Mais Informações
shutterstock_1528360379

Com poucos professores negros, faculdades não possuem programas...

+ Mais Informações
Revista Ensino Superior destaque

Cai ingressantes de até 24 anos

+ Mais Informações

Mapa do Site