20% dos professores brasileiros lecionam em mais de uma escola; nos EUA, são 1,7%

O que se evidencia é que no Brasil os professores acumulam horas de trabalho e se responsabilizam por mais salas de aula, o que não ocorre nos outros países

Enquanto nos Estados Unidos apenas 1,7% dos docentes trabalham em mais de uma escola, no Japão 2,7% e na França 4,7%, no Brasil 20% dos professores estão em mais de uma instituição, sendo que ao considerar todas as etapas nas quais um professor brasileiro do ensino fundamental 2 leciona (EF2), o percentual sobe para 45%. Essa elevação ocorre porque, no Brasil, apenas 39% dos professores do EF2 regular lecionam somente nessa etapa e modalidade: 27% lecionam no EF2 e no ensino médio; 9% no EF1 e no EF2; 7% no EF2 e na Educação de Jovens e Adultos (EJA); e os demais no EF2 e outras combinações de etapas.

Leia: Inscreva-se no Congresso Internacional de Educação e Inovação

Foto: Pexels – cottonbro

A carga horária de trabalho do professor

As afirmações compõem a pesquisa recém-lançada Volume de trabalho dos professores dos anos finais do ensino fundamental, realizada pela Fundação Carlos Chagas (FCC) e Dados para um Debate Democrático na Educação (D3e). Também é apresentado que mais de 80% dos professores lecionam em tempo integral nos Estados Unidos, França e Japão, enquanto no Brasil apenas 27% o fazem, apresentando a menor média de horas de trabalho entre os quatro países: 36 horas semanais. Porém 73% dos professores brasileiros do EF2 trabalham em tempo parcial em uma escola específica: média de 28 horas semanais, podendo acumular mais horas de trabalho, pois podem lecionar à noite em outras escolas.

Sendo assim, o que se evidencia é que no Brasil os professores acumulam horas de trabalho e se responsabilizam por mais salas de aula, o que não corre nos outros países, escancarando a necessidade de uma mudança de paradigma. Segundo os pesquisadores, o professor deve deixar de ser fornecedor de aulas nas redes e se tornar professor de uma única escola, em uma única etapa de ensino, dedicando-se exclusivamente ao cargo.

Leia também: Colégio São Francisco Xavier é destaque na Olimpíada Nacional de Ciências

Envie um comentário

Your email address will not be published.