/* Altera a margem superior apenas nessa página */

COLUNISTAS

Colunista

Helena Poças Leitão

Fundadora da Sua Escola Ideal, autora dos livros ‘Metaverso educacional’ e ‘Marketing escolar de bolso’. É gerente de marketing da Editora do Brasil

Publicado em 18/11/2021

Marketing digital: muito além das redes sociais

O marketing digital e as redes sociais, é um dos principais investimentos que deve ser considerado no orçamento da escola

O marketing digital, sem dúvida alguma, é um dos principais investimentos que deve ser considerado no orçamento da escola. Quando falamos em marketing digital, automaticamente os gestores e profissionais da escola acabam resumindo o assunto em “redes sociais”. Claro que elas são essenciais para fortalecer a marca da instituição e apoiar na captação de alunos, porém ele é muito mais do que isso.

Vou apresentar aqui algumas ideias simples, todas de baixo custo e com retornos efetivos.

“O marketing digital é a utilização de canais e ferramentas digitais para divulgar serviços e produtos de uma empresa para seu público-alvo.”

Landing pages                

Landing page significa “página de destino”; é uma ação utilizada em campanhas de marketing para captar leads, isto é, cadastros de possíveis clientes. Cada landing page tem um endereço eletrônico próprio para a empresa divulgar em redes sociais, e-mails, WhatsApp, entre outros canais, e é preciso acompanhar esses leads dentro de seu funil de vendas.

Vou dar um exemplo de utilização de uma landing page para captação de potenciais clientes. Faz de conta que sua escola fica localizada no Tatuapé, bairro da cidade de São Paulo. Para captar mais famílias na região, você cria um e-book com Dicas de passeios em família no Tatuapé. Na landing page doe-book, a pessoa precisará preencher um cadastro com as informações de que sua escola precisa para posteriormente entrar em contato com ela (nome, e-mail, celular, endereço, quantidade de filhos e em qual escola estudam, por exemplo).

O e-book é uma “isca” para captar os cadastros. Sua escola pode oferecer outros tipos de materiais, descontos, brindes, entre outros.

Os usuários que preencherem a landing page automaticamente baixam o e-book que sua escola preparou. Sua instituição de ensino já terá “cadastros quentes”, pois a maioria das famílias que tiver interesse em baixar o e-book provavelmente é residente dessa mesma região.

A landing page é uma prática bem comum, utilizada por empresas de diversos segmentos, porém ainda é pouco praticada pelas escolas do segmento da educação básica.

Se fizer uma ação como essa do e-book, capriche no conteúdo e na identidade visual do produto para que a marca da sua escola impacte positivamente as pessoas cadastradas na landing page.

Há diversas ferramentas que você pode contratar para desenvolver landing pages de forma prática e acompanhar as conversões desses leads.


Leia: O deleite e as dores da superdotação


Google Ads

Você não precisa ser um especialista em marketing digital para criar uma campanha no Google Ads, mas é preciso estudar um pouco sobre a ferramenta.

O Google Ads é o principal serviço de publicidade do Google. A ideia é simples: você cria um anúncio sobre sua escola selecionando as palavras-chave de buscas que imagina que as famílias utilizarão (exemplo: “melhores escolas de São Paulo”, “escola de educação infantil”, entre outros). Assim, se o usuário pesquisar essas palavras-chave no Google, seu anúncio vai aparecer no resultado de buscas.

Essa é uma ferramenta importante para captação de leads. Inclusive, você pode linkar seu anúncio a uma landing page específica, como explicado acima, ou diretamente para seu site.

O mais interessante é que você define o orçamento do seu anúncio. Com um orçamento de R$ 5,00/dia, você já consegue bons resultados. Depois, é preciso ir acompanhando a performance do seu anúncio e incluir novas palavras-chave.

WhatsApp e Telegram

O WhatsApp ou o Telegram, por exemplo, se bem utilizados, são ferramentas poderosas para a fidelização e captação de alunos. Hoje em dia, ninguém quer mais atender a chamadas telefônicas, principalmente pelo “trauma” que as pessoas estão desenvolvendo por conta das dezenas de ligações que recebemos de atendentes de telemarketing.

Agora, quando você encaminha uma mensagem de texto, inevitavelmente a pessoa vai ler, mesmo que ela não tenha interesse em responder. A diferença, então, é que você conseguiu a atenção dela.

No Telegram é possível criar grupos grandes, para até 200 mil usuários. Sua escola pode, por exemplo, montar um grupo focado em conteúdos voltados para as famílias a fim de falar de saúde, educação, dicas de atividades com as crianças, indicação de séries e filmes educativos, entre outros.

Não estou falando aqui sobre grupos de pais e mães para discutir assuntos da escola. Estou propondo uma ação institucional para fortalecer a marca da sua escola.

Tanto pelo WhatsApp como pelo Telegram, criar um grupo para debater e trazer assuntos pertinentes para seu público é um jeito simpático e contínuo de aproximar sua escola das famílias.

Agora, atenção quanto à periodicidade do envio dos conteúdos. Minha sugestão é encaminhar no máximo uma mensagem por semana. Geralmente, as pessoas já participam de muitos grupos, e o da sua escola não pode ser um estorvo; ele deve ser, sim, relevante para o usuário.

E-mail marketing

Esta é uma das ferramentas mais conhecidas pelos profissionais de marketing. O que acontece é que hoje as empresas estão “perdendo a mão” no envio desses e-mails. Se você mandar mensagens para seus contatos com muita frequência, eles vão perder o interesse pela sua escola.

Encaminhe as mensagens quinzenal ou mensalmente. Planeje o objetivo daquele e-mail. Ofereça conteúdos interessantes, e não fique somente divulgando os serviços da sua escola. Desse modo, seus e-mails ganharão relevância frente ao usuário, e sua marca será lembrada com carinho por ele.

Um outro ponto importante é a identidade visual do e-mail. Hoje, há diversas ferramentas para você deixar seus e-mails bem profissionais, de acordo com a identidade visual da sua escola.

O assunto do e-mail também precisa chamar bastante a atenção do seu público. Prefira e-mails com frases no imperativo afirmativo, como “Baixe gratuitamente um e-book exclusivo!”, por exemplo.

Essas foram só algumas ideias de ações de marketing digital que vão além das práticas de redes sociais. Há muitas outras ainda, e tentarei abordá-las nos próximos artigos.

“Uma coisa é certa: se sua escola ainda não tem orçamento pré-definido para ações de marketing digital, você está “dormindo no ponto”. Comece a organizar agora mesmo o planejamento de marketing digital da sua escola!”

Helena Poças Leitão é fundadora da Sua Escola Ideal, autora do livro Marketing escolar de bolso e gerente de marketing da Editora do Brasil

Leia também:

Uso crítico da tecnologia deve guiar educação na retomada presencial


Leia mais

inteligência artificial na educação

Ética e privacidade dos dados da inteligência artificial na educação

+ Mais Informações
cultura da paz

Língua inglesa e técnica japonesa como meio para a cultura de paz

+ Mais Informações
orientador educacional

A ressignificação do orientador educacional

+ Mais Informações
ignorância

O culto à ignorância e ao mercantilismo dos dados

+ Mais Informações

Mapa do Site