NOTÍCIA

Políticas Públicas

Dirigentes municipais de Educação comemoram votação do Fundeb

Em nota, Undime afirma que a aprovação na Câmara é uma vitória tanto para a melhoria do ensino-aprendizagem quanto para a valorização da carreira docente

Publicado em 22/07/2020

por Redação revista Educação

A renovação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) foi aprovada ontem, 21, na Câmara dos Deputados. Como PEC, segue agora para o Senado.

O texto foi aprovado por 492 deputados. Apenas sete votaram contra: Bia Kicis (PSL-DF), Márcio Labre (PSL-RJ), Paulo Martins (PSC-PR), Chris Tonietto (PSL-RJ), Filipe Barros (PSL-PR), Luiz P. O.Bragança (PSL-SP) e Junio Amaral (PSL-MG).

Leia: Fundeb é prioridade na agenda da Educação. Entenda o motivo

Segue abaixo nota da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) sobre o ocorrido e assinada por Luiz Miguel Martins Garcia, dirigente municipal de Educação Dirigente Municipal de Educação de Sud Menucci, SP e presidente da Undime:

Fundeb aprovado

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

“Com orientação positiva de todos os partidos e expressiva maioria de votos o Relatório da PEC 15/15 – Fundeb Permanente – foi aprovado pela Câmara dos Deputados! Isso representa uma vitória conquistada a muitas mãos: Parlamentares, governadores, prefeitos, secretários municipais e estaduais de educação, professores e trabalhadores da educação, especialistas, educadores, estudantes e famílias. Com essa proposta do Fundeb, as redes públicas municipais e estaduais terão mais condições para aprimorar o processo de ensino-aprendizagem nas escolas e centros de educação infantil; valorizar os profissionais de educação, sua carreira e promover a formação; implementar e garantir padrões de qualidade por meio do Custo-Aluno Qualidade (CAQ); e garantir o direito à educação com acesso, permanência e aprendizagem a todas as crianças, adolescentes, jovens e adultos de todo o país. A discussão continuará no Senado Federal e acreditamos que, se houver alguma alteração no texto, será com o objetivo de aprimorá-lo. Afinal, não é possível retroceder nas conquistas obtidas hoje e ao longo dos últimos anos. É preciso considerar que as metas e estratégias do Plano Nacional de Educação e dos planos decenais de educação municipais e estaduais precisam ser cumpridas. O trabalho realizado pela Comissão Especial do Fundeb, com abertura ao diálogo e ao processo de discussão de maneira democrática, merece ser reconhecido e parabenizado, especialmente a condução dos debates realizada pelo deputado Bacelar, presidente da Comissão, e pela deputada Profa. Dorinha Seabra Rezende, relatora da PEC 15/15. O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia, também foi fundamental ao pautar e articular em conjunto com os defensores da Educação a aprovação do Novo Fundeb, permanente e mais justo. A Undime, como instituição que congrega os dirigentes responsáveis pela gestão da educação pública nos 5568 municípios do país, continua atenta e atuante no processo de tramitação do Fundeb, sempre defendendo a construção das políticas públicas educacionais que promovam a inclusão e considerem a diversidade brasileira”.

Leia também:

Militarização das escolas públicas: soldado ou cidadão?

30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente em um país ainda cheio de desafios

Autor

Redação revista Educação


Leia Políticas Públicas

censo-2022

Censo 2022: 11,4 milhões de pessoas não sabem ler e escrever

+ Mais Informações
licenciaturas

Licenciaturas a um passo de uma nova atualização curricular

+ Mais Informações
reprovação escolar

Quanto mais é reprovado, menos o estudante aprende

+ Mais Informações
bullying

Podcast | Bullying e cyberbullying: o papel da escola, família e Estado...

+ Mais Informações

Mapa do Site