NOTÍCIA

Grande Encontro da Educação

Escolas devem formar jovens para mercado de trabalho atual, defende Maíra Habimorad em palestra

Autonomia é uma das habilidades que precisam ser incentivadas

Publicado em 30/08/2017

por Redação revista Educação

Maíra Habimorad, CEO da Cia de Talentos, fez palestra sobre o que o mercado de trabalho quer da educação. (Foto: Gustavo Morita)

Maíra Habimorad, CEO da Cia de Talentos, fez palestra sobre o que o mercado de trabalho quer da educação. (Foto: Gustavo Morita)

O que o mercado de trabalho quer da educação? Esse foi o tema de palestra realizada no 3º Grande Encontro da Educação no dia 28 de agosto, em São Paulo. Maíra Habimorad, CEO da Cia de Talentos, defendeu que a escola precisa incentivar habilidades e competências que são valorizadas no mercado de trabalho atual – como, por exemplo, a autonomia.
“As estruturas estão ficando mais enxutas. Isso exige que quem entra nas organizações tenha mais autonomia”, disse, ao avaliar que as equipes têm ficado mais reduzidas e, as estruturas hierárquicas, menos rígidas. Segundo Maíra, as escolas precisam começar a preparar alunos que estejam aptos não apenas a resolver problemas, mas a identificá-los – algo fundamental no mercado de trabalho.
Outra mudança importante diz respeito ao próprio significado de trabalho, o que também exige novas práticas por parte da escola. “Ninguém está mais disposto a trabalhar com o que não gosta para, um dia, ser feliz”, analisa Maíra. Nesse contexto, criar o próprio trabalho tem se tornado cada vez mais comum. Um exemplo são os youtubers. Para preparar o aluno para essa nova realidade, escolas podem investir na interdisciplinaridade, permitindo que o jovem navegue em diferentes disciplinas e esteja preparado para atuar em diferentes papéis.
Para Maíra, essas transformações exigem mudanças urgentes da escola – que deve inserir a discussão sobre carreira dentro da grade. A morosidade do processo de adaptação acontece, em parte, devido à falta de concorrência na área de educação básica. “Por enquanto, a escola ainda não tem concorrente. Pensando como setor, vocês [donos de escolas] estão num lugar privilegiadíssimo”, resumiu a CEO da Cia de Talentos.
“Hoje, os pais não têm outra opção além da escola. Mas, e se surgir outra alternativa? A escola continua do mesmo jeito, da mesma forma, fazendo o que sempre fez”, refletiu Salete Spitzner, diretora do Colégio Opet (PR), que assistiu à palestra.

Autor

Redação revista Educação


Leia Grande Encontro da Educação

Cristopher Morais

A tecnologia como aliada na evolução da gestão financeira escolar

+ Mais Informações
criatividade-curriculo

Criatividade precisa fazer parte do currículo

+ Mais Informações
morte-da-escola-fernando-jose-almeida

A quem interessa a morte da escola?

+ Mais Informações
grande encontro

Grande Encontro da Educação – programação 3º dia, 11 de agosto

+ Mais Informações

Mapa do Site