Fomento à inovação

Unochapecó transforma ação de apoio a empreendedores inovadores em base de proposta pedagógica
por Antonio Carlos Seganti Santomauro
185_46
Imprescindível tanto no âmbito da economia quanto nos processos sociais, a inovação tem na educação superior um pilar fundamental. Conscientes dessa condição as instituições buscam fomentá-la de maneira direta.
É o caso da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), onde em novembro último foi inaugurada a Rede Inovação. Concebida para estimular projetos inovadores e empreendedorismo.
A Rede Inovação também subsidiará o Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, que começa a funcionar ainda este ano. Esse parque abrigará entre sessenta e setenta empreendimentos inovadores. E não visará apenas áreas tradicionalmente associadas à inovação: incluirá também uma vertente focada nos projetos de cunho social.
O projeto, afirma Claudio Alcides Jacoski, vice-reitor de planejamento e desenvolvimento da Unochapecó, foi planejado para ser financeiramente autossustentável, via mecanismos como royalties e recebimento de aluguéis e taxas condominiais no Parque Chapecó@. “Desde o lançamento da Rede já foram desenvolvidos projetos orçados em R$ 7 milhões, dos quais já garantimos R$ 2 milhões em instituições de fomento à pesquisa”, diz Jacoski.
Um dos parceiros da Unochapecó é o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “Esse projeto congrega soluções de estímulo à inovação e propicia sinergia entre elas”, ressalta Enio Parmeggiani, coordenador da Regional Oeste do Sebrae em Santa Catarina. Na Unochapecó o interesse maior na inovação
agora se materializa na própria atividade pedagógica. “No ano passado revisamos os projetos pedagógicos visando dotá-los de modelos mais empreendedores; os novos modelos começam a ser utilizados este ano”, observa Jacoski.
Para ele, com esse fomento à inovação alunos e docentes ampliam seu acesso a novos conhecimentos, recursos de pesquisa e estreitam seu relacionamento com o mercado de trabalho. Pouco mais de quatro meses após seu lançamento, a Rede de Inovação já integra em seus projetos aproximadamente cem docentes e quinhentos alunos da instituição, além de empresários e de outros agentes externos.

Raio X
Rede Inovação

Início do projeto: 5/11/2013
Número de alunos participantes: 500 (até fevereiro de 2014)
Profissionais envolvidos: cerca de 200 empresários e 700 pessoas já participaram de seus eventos e workshops
Meta do projeto: fomentar projetos e ações inovadoras, seja no público interno da instituição, seja na comunidade onde ela está inserida

Envie um comentário

Your email address will not be published.