Cursos online para professores: Capes abre 300 mil vagas gratuitas

As atividades são voltadas a educadores da educação básica e estudantes de licenciatura

Estão abertas as inscrições para 300 mil vagas em cinco novos cursos gratuitos, totalmente online, para professores e estudantes de licenciatura em todo o país lançados pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), com o objetivo de preparar os profissionais da educação básica para utilizar ferramentas online em sala de aula ao retornarem às atividades presenciais, ou dentro de novos ambientes virtuais de ensino e aprendizagem.

Leia: Diário de uma professora: como o afeto é a única forma de não enlouquecer

Com isso, o intuito é que os atuais e futuros professores aprendam a produzir seus próprios materiais audiovisuais e a aperfeiçoar suas práticas de sala de aula de maneira presencial ou a distância.

Capes professores

Foto: Envato Elements

Organizados para serem realizados a partir de novembro de 2020 e durante 2021, os cursos têm carga horária diferenciada e buscam atender às necessidades específicas de cada interessado. Aliás, o investimento na formação continuada de professores faz parte da diretriz da Capes em buscar a valorização e a formação de professores da educação básica.

Valorização docente

Benedito Aguiar, presidente da Capes, considera que “uma nação se desenvolve à medida em que investe em educação, e as atualizações metodológicas são fundamentais no processo de ensino e aprendizagem”. Segundo ele, “o uso de metodologias mediadas por novas tecnologias de informação e comunicação, mais do que nunca, precisa ser incentivado e não se pode pensar em melhoria do processo de ensino e aprendizagem sem investir na qualificação contínua do professor”.

Leia: Ferramenta gratuita orienta educadores para o retorno presencial

A saber, fruto de uma parceria entre a Capes e a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), as 300 mil vagas foram disponibilizadas graças ao empenho para formatar a estrutura dos cursos e deixá-los acessíveis ao público-alvo. “A formação de professores é um tema que deve ser tratado de forma prioritária, principalmente se considerarmos o cenário atípico em que estamos vivendo no momento. A pandemia e as suas consequências forçaram profissionais da educação a uma rápida e intensa adaptação. Dessa forma, a parceria com a Capes se torna muito valiosa pela oportunidade de crescimento e atualização que proporciona, dentro desta nova realidade em que estamos”, observa Gustavo Costa, reitor da UEMA.

Inscrições

As inscrições estarão abertas até 15 de novembro ou até preenchimento das vagas. Podem participar professores em exercício e estudantes de licenciatura. A formação de turmas se dará por meio de ordem de inscrição. (clique aqui para se inscrever).

A abertura destes novos cursos culminará com a oferta de quase 500 mil vagas em cursos online oferecidos pela Capes, desde março de 2020. Nesse sentido, depois de oferecer 145 mil vagas em cursos gratuitos de português, matemática, estatística e tecnologias da informação e da comunicação, a estratégia da Coordenação está direcionada ao processo de ensino e aprendizado de conteúdo, materiais e ferramentas tecnológicas para o novo ambiente educacional virtual.

Leia: Educação híbrida ganha associação

Cronograma de início dos cursos

Novembro/2020

Como produzir videoaulas

Mediação em EAD

Desenho didático para o ensino online

Fevereiro/2021

Multimeios em educação

Psicologia na educação

Cursos

Os cinco cursos da Capes para professores começam em Como produzir videoaulas. Com 25 horas de duração, ele ensina as técnicas básicas para produção de aulas em vídeo, mostrando a importância do planejamento e da construção de um bom roteiro na criação de vídeos educacionais.  Em seguida, a Mediação em EAD, com 30 horas. Nesse curso são apresentados os aspectos que envolvem a tutoria na educação a distância, as funções do professor/tutor, competências e habilidades imprescindíveis para trabalhar em cursos mediados por tecnologias, bem como os diversos ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) e as ferramentas utilizadas no processo ensino e aprendizagem.

O terceiro curso, Desenho didático para o ensino online, é destinado a qualificar os participantes em planejamento e mediação e instrumentos avaliativos para educação Online. Sua carga é um pouco maior: 50 horas-aula.

Por fim, o quarto e o quinto curso – Multimeios em educação e Psicologia na educação – terão 60 horas de duração. O primeiro trata do uso da tecnologia como recurso didático e apresenta ao futuro professor, tecnologias que foram utilizadas na educação, mostrando formas de inovar e se apropriar dessa ferramenta, instigando assim, a melhoria na aprendizagem. O último curso é voltado para o estudo científico proporcionado pela psicologia aplicada à educação e seu papel na formação do profissional. Nele, o participante terá a oportunidade de compreender a evolução histórica da psicologia, identificando alguns dos seus principais conceitos e aplicando-os em suas atividades.

Leia também:

Todas as mídias combinadas em benefício da aprendizagem

Metodologias ativas de aprendizagem: saiba o que são e como incluí-las em sua escola

Envie um comentário

Your email address will not be published.